quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Super 8 e a volta do cinema mudo

Entre metade dos anos 60 até o finzinho dos 70, conjunção astral daquelas fez com que revolução sexual, indústria pornô e a popularização do Super 8 acontecessem ao mesmo tempo. Era finalmente possível ter um cinema em sua própria casa!

Maravilha poder rever os filmes quando bem entendêssemos, sem precisar esperar exibições na televisão! Outro atrativo era o colorido, coisa que poucas TVs permitiam.

No caso dos X-Rated, nem precisa explicar muito os benefícios a quem estava disposto a comprar um projetor caseiro. Diferente dos players de mídias que o sucederam (VHS, DVD e Blu-Ray) os aparelhos eram muito distintos entre si.

Comuns mesmo eram os que não permitiam ver filmes com som, o que trouxe de volta ao consumo o “cinema mudo”, então em dessujo há décadas . Produções recentes de Hollywood, por exemplo, recebiam edições que os condensavam além de saírem em edições sonoras ou silenciosas.

Como na era de Chaplin, levavam intertítulos com falas ou descrições da ação. No caso dos loops pornográficos (filmetes alugados ou vendidos), eram em sua maioria desprovidos de gemidos e sussurros!

O mercado para eles era nanico, de diminuto apelo comercial, dificilmente sairiam com versão sonora. Essas produções ainda provinham de fundos de quintal, captadas com câmeras amadoras Super 8 que por natureza apresentavam dificuldade em captar o áudio durante as filmagens.

Pra driblar esse porém técnico legendaram alguns com onomatopeias. “Ohhhhhh!”, “Ahhhhhh!” “Mmmmmm” e por aí afora.

Veja também:
Super 8: Cinema em casa
Boogie nights: França vs. EUA
Perfeição de Boogie Nights
Nem tudo foi mar de rosas no pornô 70’s
Amor requintado



9 comentários:

DAVI VALLERIO disse...

provavelmente quem estava assistindo fazia muito Ohhhhh E hmmmmm junto

Miguel Andrade disse...

Davi, talvez, mas eu ri! Hahaha!

Imagina a imaginação necessária com tanta precariedade! E ainda projetor de Super 8, com lâmpada de vida útil bem curta.

Tinha que economizar... rsrs

Leticia disse...

Meu primeiro riso do dia...

hedoniste.male disse...

off topic: Andrea True. R.I.P (07/11/2011)

Miguel Andrade disse...

Letícia, eu ri sem para VENDO o filminho em si! Hahaha!

Hedoniste.male, pois é! Bem triste! Tinha visto outro dia. Não postei nada por pura distração.

Leticia disse...

Vi o comentário do hedoniste.male logo pela manhã e fui ouvir o único sucesso de AT, que, aliás, cansei de dançar na época.

Miguel Andrade disse...

Letícia, e pelo único sucesso até que foi bem lembrada agora!

Leticia disse...

Não sei como foi nos EUA, mas o grande público, como eu, só conhecia essa música e ponto.

Miguel Andrade disse...

Letícia, todas as referencias na morte foram a essa música. E as vezes no ócio fico pensando sobre qual trabalho tal celebridade será lembrada na morte.

Related Posts with Thumbnails