quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Figurinos modernos, filme antigo

Os filmes do Alfred Hitchcock não parecem ser do passado, nem do futuro e muito menos de agora. Mesmo comparando com outros daquele período, são ímpares.

Na entrevista que deu ao jornalista Greg Garrett junto a outras atrizes que trabalharam com Hitchcock, Eva Marie Saint comenta algo relacionado a essa atemporalidade. Recordou do dia em que foi filmar e ele mandou todo mundo pra casa!

O motivo foi porque boa parte das figurantes estavam de túnica sem cinto, coisa super moderna em 1959, ano em que rodaram Intriga Internacional (North by Northwest). Ao ser revisto pouco tempo depois o filme estaria datado pela roupa.

Por isso nas suas histórias as pessoas vestes trajes clássicos na medida do possível e cabelo e maquiagem idem. Raramente aparecem modismos do período como, por exemplo, a explosão da cultura jovem.

Ou seja, além de tudo ele tinha consciência de construir uma filmografia para a posteridade. Ciente de que cinema não é uma arte descartável.

Daí imagina-se o que serão daqui a uns cinco anos as produções de hoje, bastante realistas visualmente. Vão ficar todas com o aspecto daqueles filmes B 50’s com adolescentes delinquentes.

Só interessarão a um grupo limitado de apreciadores de cinema e a mais ninguém. A diferença entre filme clássico e filme antigo, coisa que muitos já estreiam caquéticos.

Veja também:
Intriga do maquiador
Um Corpo Que Cai contado por cores


[Ouvindo: Poison – Prodigy]

6 comentários:

Leticia disse...

Fantástica sia análise, Miguel!!! É isso!

Tudo o que se louva hoje, com boas doses de desprezo pelo que "passou", está condenado à lata de lixo. Estreias esperadíssimas, efeitos fantásticos, deputados GLS que se acham, tudo isso ficará velho muito antes do que se pensa.

Vamos ver quem manda de verdade na antologia.

Miguel Andrade disse...

Letícia, legal! Há muita confusão entre o que é clássico e o que é só antigo.

Geralmente antigo é tudo que diz respeito apenas à época em que foi produzido. A começar pelo visual.

É nesse embalo que filmes pornôs e de terror, muito ligados ao momento da platéia em que são produzidos, envelhecem muito mais rápido.

Leticia disse...

Opa! E pessoas também. Esperarei com tédio o momento em que todos esses em ilusão de evidência estiverem concedendo entrevistas do tipo "por onde anda?"

Miguel Andrade disse...

Letícia, mania disso! Povo ama um "por onde anda?" mas não faz nada pra ficarem.

Daí o coitado tá lá, decadentão e ficam com a morbidez de querer mostra-lo assim. Quase um gostinho de vingança invejosa.

Leticia disse...

Na ilusão de que sobreviveram bem, né?

Miguel Andrade disse...

Letícia, iés! Morando nos confins mas feliz em ver a ex famosa: "Ah lá como ela tá horrorosa". rs

Related Posts with Thumbnails