sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Intriga do maquiador

“(...) A heroína é Eva Marie Saint, que não dá a impressão de ser ela mesma; a voz aguda e o estilo afetado sugerem uma Grace Kelly do Meio-Oeste, e uma maquiadora perversa transformou seu rosto numa máscara de africana albina. (...)”.

Assim Pauline Kael descreve a participação de Eva Marie Saint em Intriga Internacional (North by Northwest, 1959 de Alfred Hitchcock). Li isso muitos anos depois de ter assistido ao filme pela primeira vez.

Tive a sensação de ter lido a morte de uma charada com “maquiadora perversa transformou seu rosto numa máscara de africana albina”. Porque a cara dela está mesmo uma coisa surreal.

Pior que toda vez que revejo Intriga Internacional (que é um dos meus filmes favoritos!) dou risada quando a Eva Marie Saint entra em cena. Maldade ou não, me divirto com as opiniões da senhora Kael.

Afinal, crítica, sobretudo serve para confrontarmos nossa opinião. Não pra gente checar se estamos certos e caso contrário sair bradando a burrice do profissional.

Veja também:
Crítica absorvente com linhas serrilhadas


[Ouvindo: Red Car - PINE*am]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails