quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Universal planeja a volta de TODOS os monstros em novos filmes

De olho no que parece ser uma mina de ouro inesgotável, a exploração dos heróis da Marvel e DC no cinema e como eles conversam entre si, a Universal Pictures prepara uma investida no retorno de seus monstros. Um filme do Drácula terá ligação com um futuro do Lobisomem, e assim por diante, num mundo próprio.

 Lembrando que a Universal causou uma revolução no cinema ao adaptar os monstros da literatura fantástica na década de 30, num tempo onde “Filme de terror” ainda nem era um conceito muito bem definido. As criaturas entraram no imaginário popular segundo o que ela apresentou na série de filmes.

Até hoje a criatura de Frankenstein, por exemplo, com eletrodos no pescoço, conforme maquiagem do Jack Pierce pertence a ela. Um tesouro que o estúdio soube muito bem cuidar nessas décadas todas.

Na década de 90 a Columbia tentou repetir o feito começando por Drácula de Bram Stoker (Dracula, 1992 de Francis Ford Coppola) sem conseguir o mesmo resultado, leia mais clicando aqui. A última onda relevante de monstros ainda é a que aconteceu na Inglaterra a partir de 1957 nos estúdios Hammer.

A Universal não ficou dormindo. Em 1979 fez um Drácula (aquele com o Frank Langella) e em 1999 reviveu A Múmia (The Mummy, de Stephen Sommers) deixando o terror de lado.

O tombo viria em 2004 com Van Helsing, dirigido também por Sommers que tinha a pretensão de reviver todos os monstros ao mesmo tempo. Qualquer um sabia que havia algo errado com o filme ao passear num supermercado e ver Drácula, Frankenstein e Lobisomem estampando qualquer quinquilharia muito antes dele ir parar nas telas.

Agora o que deve ter despertado o novo projeto foi Drácula: A História Nunca Contada (Dracula Untold, 2014 de Gary Shore) ter ido bem nas bilheterias ao dar um tom atual ao personagem tão surrado. A Universal contratou os produtores Alex Kurtzman (de Transformers e os novos Star Trek) e Chris Morgan (Velozes e Furiosos) para criar e supervisionar uma ambiciosa série de filmes contemporâneos.

Tudo começará a partir de 2017 com A Múmia e a ideia é que seja lançado um filme de monstro por ano. Dento de um mesmo universo os personagens irão interagir uns com os outros como acontece com Os Vingadores, onde o capitão América além de ter filme próprio, dá as caras nas produções dos amiguinhos.

Na década de 40 o estúdio promoveu alguns crossovers curiosos do tipo a partir de Frankenstein Encontra o Lobisomem (Frankenstein Meets the Wolf Man, 1943). A pá de cal na fase foi a comédia Às Voltas Com Fantasmas (Bud Abbott Lou Costello Meet Frankenstein, 1948).

Todos os filmes já feitos estão sendo estudados para dar consistência, segundo matéria da Variety. "Estamos criando uma mitologia, então nós estamos olhando para este cânon e pensando, 'Quais são as regras? ", Diz Kurtzman. "O que podemos quebrar e quais são os que são intocáveis?".

Um grupo de artistas estão desenvolvendo o visual dos monstros já para várias produções futuras. Ao mesmo tempo um grupo de 10 roteiristas está incumbido de supervisionar tudo, sendo que cada um ficará responsável por um monstro.

Assim eles pretendem criar um grande banco de informações a consultar pra saber onde cada um se encaixa naquele mundo conforme a história avança. Ainda não se sabe a ordem depois da múmia, mas é certo que sejam prioridades Drácula, Frankenstein e A Noiva de Frankenstein, além de O Monstro da Lagoa Negra nunca ter ganhado um remake.

Os produtores apostam na saturação de heróis rotineiramente salvando a civilização e que os espectadores estão prontos para uma mudança de ritmo. "Há uma escuridão dentro de todos. E todo mundo quer ser capaz de transformar uma maldição em capacitação. Os monstros têm estado nas sombras, e agora é hora de trazê-los para a luz" diz Morgan.

Mas serão filmes de ação com os personagens góticos?! Em entrevista à Slash Films, Kurtzman garantiu que serão filmes de terror.

Veja também:
Sessentões na luta: Quando os monstros voltaram a assombrar
Todas as caras do Monstro de Frankenstein na Hammer

A verdadeira maldição de Frankenstein
Fase 40's dos Monstros da Universal

Drácula 1979
A Era das Trevas

4 comentários:

Lorde Velho disse...

Deixa eu ver se entendi direito: a Universal pretende começar esse projeto com o remake de "A Múmia"? Eu achava que eles já tinham começado com o tal "Drácula - A História Nunca Contada". Se é isso mesmo é uma ótima notícia, porque se tivesse começado com o Drácula o pau já teria nascido bem torto...

Miguel Andrade disse...

Não sei se a palavra certa seria remake. E esse Dracula (pelo que também entendi) não tem relação, tudo será a partir de A Múmia, só se eles arrumarem jeito de interligar.

JuNiOr disse...

Pelo que entendi o sucesso desse último Drácula animou a Universal a voltar a investir no gênero "monstro". Será que só eu não gostei desse filme?

Miguel Andrade disse...

Junior, não conheço quem tenha gostado. Mas pra eles não importa muito isso, importa a grana da bilheteria.

Eu mesmo sei que vou me decepcionar mais uma vez. Só acho bacana isso tudo ser notícia hoje em dia, a gente acompanhar uma tentativa de reviver aquele marco de mais de 80 anos atrás.

Related Posts with Thumbnails