quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Na cama com (recato) e Lucy

Lucille Ball e Franchot Tone se divertindo com a imposição de regravar as sequencias do quarto de Her Husband's Affairs (1947). Dormir juntinho que é bom, numa cama de casal, nem pensar!

Bom mesmo é cada um no seu retângulo. Fazer todo mundo faz, mas é melhor que ninguém saiba.

Lembrei do caso do filho do Tarzan, recurso óbvio para novos filmes dos heróis. O Homem Macaco encontra uma criança abandonada na floresta em 1939, relembre clicando aqui.

Nem pensar no que rola entre a Jane, toda bonitona, e o amado, sozinhos ali na floresta, pegando no cipó pra cá e pra lá... Casaram pra brincar de pula carniça.

E na TV a Lucy assim como Vilma Flintstone continuou dormindo em camas separadas. O pequeno Rick foi, por suposto, encontrado numa plantação de repolho!

Pelo menos compartilhavam o quarto, o que exclui a desculpa de que cada um só estava querendo um tico de privacidade. Mas na vida real era diferente!

Anúncio 50’s usando o casal famoso de I Love Lucy para vender camas. De casal!!!

Vamos combinar que a Jeannie teve muito menos sorte que a Lucy. Mesmo nos tresloucados anos 60 ao cair a noite ela voltava bonitinha pra dentro da garrafa.

Ou vai me dizer que antes do casamento, numa das ultimas temporadas, não rolava nada com o Major Nelson? Polemica!

A primeira e a última imagem são um oferecimento Felix in Hollywood

Veja também:
Do quê Lucy tinha medo?


[Ouvindo: 恋の季節 – Pinky and Killers]

9 comentários:

DAVI VALLERIO disse...

A Lucy ta a cara da Sonia Lima na foto com os livros.

Miguel Andrade disse...

Davi, cara de "Humpf!".

Daniel Tavernaro disse...

Engraçado como que certos seriados ficam famosos e, mesmo sem assistir, você já sabe da história e acaba o tendo como referência para as coisas. Acredite: nunca vi um episódio sequer de I Love Lucy, mas parece que o assisto diariamente. As fotos já transmitem, por si só, a imagem kitsh e doméstica da personagem.

E ainda vemos homenagens e referências como em "Rat Race"!

Leticia disse...

Havia nessa época um certo código em Hollywood, e as camas separadas faziam parte disso (embora na vida real fosse algo bizarro e impensável). Tem que ver com os beijos cortados do Cine Paradiso.
O Refer certamente saberá contar isso tim-tim por tim-tim.

Miguel Andrade disse...

Daniel, passava antes diariamente na TV Cultura de SP. Horário nobre.

Quando as TVs (principalmente as educativas) eram mais ousadas.

Sempre tenho I Love Lucy na cabeça em muitas situações. Tipo ficar em quarto de hotel que tenha duas camas de solteiro. Hahaha!

Letícia, sim! O Código Hays, que só desmoronaria quanto o cinema independente está ganhando dinheiro sendo muito mais ousado nos anos 60.

Camas separadas eram o de menos. Havia uma listinha que envolvia até o final dos filmes, onde os caras da justiça tinham que vencer sempre os bad boys.

Cl. disse...

Eu reparei mesmo que mudaram a cama dos dois de uma cama de casal por duas de solteiro. Foi um pouco depois do começo da segunda temporada, acho. Não entendi muito bem, mas pensei que estavam apenas seguindo a moda da época. Detalhe, lá pro episódio 10 da segunda é que ela engravida. Devem ter mudado pq dormir junto causa gravidez nas mulheres, fato!

Miguel Andrade disse...

CI., faz sentido! naquela lógica bizonha de não dar a entender que eles fizeram sexo. haha!

Leticia disse...

Miguel, você explicou bem explicado. É isso aí.

Miguel Andrade disse...

Letícia, e filmes anteriores são engraçados. Queria ver o que teria acontecido sem essas regras...

Related Posts with Thumbnails