sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Onde patinhos feios tornam-se cisnes

Há quem veja fotos de estrelas clássicas e suspire: “Essas sim, eram lindas de verdade! Sem plásticas nem nada”. Quem, claro, desconhece que o “extreme makeover” em Hollywood é mais antigo do que o som.

Mágica que permitiu com que os comuns William Clark Goebel & Lucille LeSueur transformassem-se...

Clark Gable e Joan Crawford! Tcharaaaaaam! Transpirando glamour.

Ninguém ia nem vai pagar ingresso pra ver gente comum numa tela. Plásticas e técnicas estéticas arcaicas foram empregadas desde os mais remotos tempos.

Não sei o que isso possa desmerecer alguém. Se acompanhado de talento, evidente.

As imagens são um oferecimento Felix in Hollywood

Veja também:
Joan Crawford e Clark Gable em operação abafa?
Os dentes de Clark Gable e a agitada vida sexual de Grace Kelly


[Ouvindo: I Got Rhythm – Ferrante & Teicher]

15 comentários:

Leticia disse...

Desmerecer não desmerecia, mas lhe arrancavam os dentes sem dó nem piedade.

Como foi com Cauby. Tempos violentos...

Miguel Andrade disse...

Letícia, sim, sim. Ou a Rita Hayworth, exemplo que me ocorreu agora, com a testa aumentada na base do eletroshock... :-/

Leticia disse...

Jesuis! É mesmo, eu não lembrava mais dessa história!

Se você penar, ainda valia a pena, ele eram figuras públcas e viviam disso.

Mas e fofa que faz peeling todo ano e, pior, não dá certo?

Miguel Andrade disse...

letícia, mas hoje isso não mudou. É importante eles estarem ok!

Quando não estão o que não falta é rebotalho postando em sites de fofocas isso,

Bardot disse...

Clark Gable naquela primeira foto ali tá dando nojo. rs
Convenhamos que ele tb não ficou lá grande coisa mesmo depois da "transformação", né?

Miguel Andrade disse...

Bardot, ah, era charmosão.

Refer disse...

A ficha vai caindo aos poucos.

Eletroshock? Isso quer dizer depilação por eletrólise? Já existia "isso" naquele tempo? Não sabia.

O Helio Souto passou pelo mesmo "problema" da Rita Hayworth. Testa curta. Ele estreou no cinema por volta de 1953/54, porque acharam que ele se parecia com Cornell Wilde, exceto pela testa.

No caso dele, resolveram o problema com uma navalha.

Miguel Andrade disse...

Refer, não sei o nome técnico correto. Sei que ela sofreu um bocado fazendo.

Em Technicolor as vezes se percebe uma diferença leve na testa dela.

Agora a dúvida é... Quem repara numa testa? rs

Leticia disse...

Não por isso. Minha dentista arranca aquele triangulinho do cabelo, no meio da testa, a pinça. A gente percebe quando está lá com a bocarra aberta.

(Mas acho que já havia eletrochoque nos EUA, Refer, Já havia tudo lá antes.)

Leticia disse...

Seus comentários estão moderados - deve ter acontecido alguma ameaça de bomba aqui.

Dimódis que não sei o que é do meu... aguardo.

Miguel Andrade disse...

Letícia, hahaha! Tão liberados. É que tem post recente na berlinda.

Quero evitar a cavalaria e os spams.

E eu rindo imaginando tua cara de boca aberta observando o triangulinho da dentista.

Leticia disse...

Ah, só fico de olho aberto quando me sinto confortável. Quando incomoda, aquele incômodo sem solução, fecho os olho e relaxo.

Arranca a pinça, a criatura! Eu acho muito estranho porque nem precisava...

Não é nenhuma Lili Monstro, é até bonitinha e tem cabelos bonitos, testa normal...

Miguel Andrade disse...

Letícia, e se ainda dá pra notar... Mas desnecessário ainda!

Tchia disse...

A Marilyn fez um nose job, né?

Miguel Andrade disse...

Tchia, Marilyn? UFFF! Testa, bochechas, nariz, dentes, etc...

Related Posts with Thumbnails