quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A 7 chaves: Rock Hudson e Lee Majors

O tipo de amizade que dará eternamente o que falar: Rock Hudson e Lee Majors, O Homem de Seis Milhões de Dólares. Consagrado astro, Rock Hudson teria dado uma mãozinha na carreira do outro.

Estranho que por décadas a relação (seja ela qual tiver sido) passou aos olhos das revistas de fofocas. Lee, como todos sabem, foi casado (com alarde) por alguns anos com a estrela Farrah Fawcett.

Jamais disse em entrevistas qualquer coisa a respeito sobre ter conhecido o importante amigo e mentor. Rock, claro, manteve-se de boca fechada até sua morte em 1985.

Várias relacionamentos dele vazaram o tempo todo, como a triste história com George Nader que o estúdio mandou escafeder-se na Europa. Talvez porque quando na época, do início dos anos sessenta até Majors ficar conhecido, mexericos sobre astros de Hollywood não estivessem mais tão em voga e aquelas revistas sensacionalistas fora de circulação.

O que conta-se (publicado originalmente no Rock Hudson Project junto às imagens preto e branco deste post) é que no começo de 1962, Harvey Lee Yeary com 21 anos era um ex-jogador de futebol, casado com a primeira esposa e pai de uma criança. E estava disposto a trocar de nome para virar um astro, com o auxílio do amigo influente e experiente para lhe guiar.

Rock Hudson tinha 37 anos, já bastante famoso como ator em filmes românticos. Viajou quilômetros até a casa dos pais de Lee, onde participou de uma festinha caseira com mambo, maionese e várias autógrafos pela vizinhança, que claro, registrou o momento fotograficamente, como você vê nas três primeiras fotos preto e branco ilustrando este texto.

Dali por diante, os vizinhos acabaram se acostumando a conviver com um astro das telas visitando a cidadezinha, consecutivamente o bairro. Até que o jovem aspirante foi de mala e cuia para a Califórnia.

E mesmo assim, tudo continuou tão secreto que em entrevista, Barbara Stanwyck, protagonista da série The Big Valley do qual Majors despontou em 1965, declarou que o admirava porque chegou a Hollywood completamente só, sem ter algum amigo do meio. Ou seja, foi com a cara e a coragem literalmente e em menos de 1 anos contracenava com os grandes...

Afeito a sigilos, em sua autobiografia declara que teve sorte de estrear em nesse programa. Não deve se sentir muito honrado em ter participado de Almas Mortas (Strait-Jacket, 1964 de William Castle). Creditado com o nome de batismo, ele é o marido de Joan Crawford, aquele que tem a cabeça arrancada logo no começo.

Se trabalhos ele omite, o que diremos de amizades passadas? Não estou falando que Lee Majors e Rock Hudson tiveram um romance, apenas que é estranho duas pessoas que foram tão próximas (há até recibos de farmácia em nome do Lee assinados por Rock!) durante um bom período simplesmente jamais seja comentada, até por gratidão.

Veja também:
Jeitinho hollywoodiano de por fim a romances inconvenientes
James Dean Vs. Rock Hudson: Antipatia à primeira vista


[Ouvindo: Roll Plymouth Rock- Brian Wilson]

21 comentários:

DAVI VALLERIO disse...

Como eu sempre digo...ator nao tem opcao sexual ator tem Oportunidade de trabalho.

Miguel Andrade disse...

Davi, hahahahahahahahaha! Nesse caso pelo menos é o que parece ser!

Refer disse...

Era uma atitude covarde (esconder as amizades com gays), mas fácil de compreender naqueles tempos meio inquisitórios — um astro como Jim Nabors quase teve sua carreira destruída por causa de uma suposta amizade com RH, imagine então a de um novato.

DAVI VALLERIO disse...

E pensar que o MACHAO nao deixou a Farrah Fawcett continuar na temporada 2 das Panteras...Miguel,agora,me fala,quem atendia o Paul Newman pra eu acender uma vela preta em sinal da minha inveja nada branca.

Miguel Andrade disse...

Refer, amizade forte essa. pra um mega astro viajar quilômetros e frequentar a casa e tudo, em festinhas privadas com os pais...

Dá a entender que ele foi uma descoberta do Rock Hudson e que a amizade durou até a carreira deslanchar.

Entendo perfeitamente. Só é esquisito a omissão de se conhecerem nesse anos todos...

Davi, pois é! Preciso saber também!

Refer disse...

Ih, sabe o que está dando na verificação de palavras? RABBOS...

Só pode ser uma conspiração contra a minha indignação e meu protesto frente ao machismo preconceituoso e abominável desse blog.

Miguel Andrade disse...

Refer, então? Hahahaha

Leia o post nas entrelinhas! O cara passou uma borracha em todo o passado?

Daniel Tavernaro disse...

Quantos não fizeram?... Desde crianças que ouvimos (ok, não vou generalizar, maseu ouvia muito e ainda ouço, rs) que um ator "X", bonitão, ficou no apartamento do diretor "Y", em NY, por mais de um ano, "fazendo cursos de aperfeiçoamento em atuação". Aham... Acredito, rs.

O que mais tem é gente fácil e fútil o suficiente para fazer e acontecer com isso e depois deletar da memória, simples assim. Mas, infelizmente, a memória volta a funcionar caso a pessoa precise de grana.... É sempre assim, rs.

Fico ainda indignado nos dias de hoje, onde atores, cantores e "modelos" não podem frequentar onde quiserem por causa de fofocas, suspeitas e até discriminação. Parte da própria sociedade, que se assusta, comenta, fotografa. Assim, muitos acabam alimentando essa suposta máfia da beleza e do sexo barato, onde, para conseguir papéis, contatos e mídia é só ser um amiguinho-íntimo-que-dorme-ao-finais-de-semana-na-casa-do(a)-todo(a)-poderoso(a), rsrsr.

Miguel Andrade disse...

Daniel, mas teste de sofá há em todas as profissões. Os famosos, como sempre estão mais expostos a isso.

No caso do post, foi uma coisa de rumos profissionais mesmo. De apresentar contatos e tudo.

Celso Machado disse...

me parece certo que foi possível ter prazer anal.
e achei a história fantástica!
imaginei Rock participando da festinha, comendo cajuzinho, olhinho de sogra... como diria Odete Roitman.

Miguel Andrade disse...

Celso, hahah eu também achei. Viajei vendo estas fotos.

São raras fotos caseiras desta época.

Leticia disse...

Mas como vocês são maldosos!!!!

Uma amizade tão familiar, sob os auspícios de papai e mamãe... Que coisa!

Miguel Andrade disse...

Letícia, se agradamos papai e mamãe é meio caminho andado pra amizade dar certo, né?

Leticia disse...

Opa!

Mamãe, zelosíssima, acomodou os rapazes todos juntos para ninguém falar mal da moça da primeira foto.

Miguel Andrade disse...

Letícia, a moça da primeira foto acho que é a primeira esposa do Lee Majors. Idealize a situação!

Refer disse...

Vim reiterar minha indignação, dizer que nunca desisti de meus amigos gays e comemorar a notícia que acabei de receber: meu dealer nos EUA me enviou ontem o LP Young Love de Tab Hunter!

Miguel Andrade disse...

Refer,e eu que nunca me importei com o que meus amigos faziam na cama? rs

LP do Tab Hunter? Uau! Originalzão da época?

Leticia disse...

Xiiii... Piorou!

Miguel Andrade disse...

Letícia, PIORA muito a coisa...

Moacir disse...

Hahahahaha!!! Os comentários são quase tão bons quanto o post em si. Sobre o post posso dizer, "Que BAFÃO!!!" ADOREI as fotos e a especulação! Me deu vontade de rever uns filmes do Rock.

Mas Lee Majors, hein? Hmmmm... quem diria... Minha mente produziu imagens impublicáveis...

Miguel Andrade disse...

Moacir, nem a Lassie escapou! rs

Related Posts with Thumbnails