quarta-feira, 29 de setembro de 2010

HQ em nome da lua

Pelo que andei lendo, parece que em 2011 Sailor Moon aporta novamente em Terra Brasilis. Pela terceira vez, sendo que a guria deu as caras na TV por primeiro em 1996 na TV Manchete, a reboque da febre chamada Cavaleiros do Zodíaco.

Nunca conquistou o estrondoso sucesso de seus antecessores, mas é uma graça de anime! Uma graça... Hilário em mostrar adolescentes que precisam lidar com problemas cotidianos comuns à idade e ainda com monstros quase sempre de olho nos corações apaixonados.

Nessa primeira aterrissagem aqui, a Editora Abril, desovou nas bancas uma revista em quadrinhos. A exemplo do que a Bloch fez com Jaspion, não propriamente um gibi, mas uma fotonovela utilizando os frames do desenho animado.

Estranho que no caso das Sailors o anime foi originado de mangá, portanto existe. Criado por Naoko Takeuchi, ele continua inédita no Brasil.

Talvez porque a Abril não tinha disponível uma adaptação colorida e ocidentalizada como Globo distribuiu Akira, e o gosto nacional ainda não estava aberto para quadrinhos em preto e branco, lidos “de trás pra frente”. Ou simplesmente faltou a ousadia pra editora testar o formato.

Mas apostou alto, com a primeira edição saindo em papel coche brilhante e tamanho comics americano. Logo depois passou a imprimir no costumeiro papel jornal, o que piorou a definição dos desenhos.


As histórias adaptavam os episódios da TV, o que não era de todo ruim. Não durou muito, tendo ficado restrito à primeira temporada, embora não creio que tenham adaptado todos os 46 episódios.

Pra quem não lembra, o último episódio acabava de forma bem trágica pra um desenho animado, mas dava gancho para as emissoras reprisarem toda a temporada. A partir da fase Sailor Moon R, a série passou a ser exibida com nova dublagem no Cartoon Network.

Chegava à ousadia de ter personagens de sexualidade dúbia! O que fez com que a pobre da Sailor Venus entrasse em parafuso ao se encontrar apaixonada por um carinha que depois se descobriu ser mulher.

[Ouvindo: C'est Si Bon (It's So Good) – Eartha Kitt]

28 comentários:

qualquergordotemblog disse...

Tinham que ter lançado uma versão Hentai (deve existir)

Miguel Andrade disse...

qualquergordo, existe aos MONTES! E de todo jeito...

paddy.rox disse...

sexualidade dúbia?
Uma cambada de travestis, vc quer dizer!
Eu acompanhava o desenho no onda original da Manchete, e depois no CN.
Tinha ate uma fase (das últimas), a Sailor Moon Stars, onde 3 garotos da escola eram de um grupo famoso (estilo KLB)que se transformavam em sailors!
Além das Sailors Urano e Netuno, que eram super lésbicas

Miguel Andrade disse...

Paddy, tinha.... Eu acompanhei da mesma forma, mas não tinha certeza disso.

Lembro que haviam dois vilões homens que se amavam também.

paddy.rox disse...

É que no caso desses dois vilões homens (que pelo que me lembre é logo no começo) abafaram o caso no Brasil, com a dublagem. Como um deles era bem feminino, deram uma voz de mulher pra ele.
Mas com certeza deve ter mais alguma coisa que me escapou na época. O engraçado é que entrei na wikipedia (en) procurando informações e no rodapé da página, onde ficam as classificações do artigo, está "LGBT-related television programs"

Miguel Andrade disse...

paddy.rox, problema é que a gente importa os episódios para o ocidente, com várias alterações.

Eu já não era bobinho na época... Tipo o irmão da Sakura Card Captors eu já sacava se tratar de um yaoi.

paddy.rox disse...

japoneses são bem safadjnhos, não?
E depois falam dos franceses!
Pena que não é tão fácil conseguir essas histórias como elas realmente são.

Miguel Andrade disse...

paddy.rox, são safadinhos e reprimidos ao mesmo tempo...

paddy.rox disse...

só sei de uma coisa: vou passar as próximas horas baixando os episódios! Quero assistir com meus olhos de agora. Garanto que vou perceber muita coisa que passou reto.

Miguel Andrade disse...

paddy.rox., todo mundo ficou lombrigado com esse post pelo jeito!

paddy.rox disse...

Pois é, é que eu sempre gostei do desenho.
Acho que, da invasão Anime, os que mais fizeram minha cabeça, além de Sailor Moon, foi o Cavaleiros do Zodíaco.
Mas Cavaleiros chega a ser bastante violento, além de dar no saco a Saori muito mártir, o Seiya muito puxa-saco e o Shun muito bichinha.
As histórias são bem bacanas, e as referências mitológicas são bem legais, mas alguns episódios se arrastam e acabam até sendo "pointless".
Já Sailor Moon é interessante, pois não chega a ser necessariamente violento, embora seja de ação.
Sem falar que a Serena lutando contra os monstros, especialmente no começo, é muito engraçado. Ela não tinha preparo nenhum pra ser heroína e acabava caindo no choro.
Chutando o rabo de demônios, porém com as unhas bem feitas!
Não tem como não voltar ao passado relembrando essas coisas.

Miguel Andrade disse...

paddy.nox, sabe que não cheguei a ver Cavaleiros.... Coincidiu com minha adolescência, quando eu tava com a cabeça em outras coisas e não em ver TV.

Lembro que uma garota do trabalho me avisou que estava passando um desenho japonês (todos sabem q eu gosto) e que tinha zodíaco coisa e tal. Mas não consegui prestar atenção aos episódios.

Só voltei a curtir a partir de Sailor Moon e Digimon, na TV a cabo e um pouco na Manchete.

paddy.rox disse...

Cavaleiros é legal, se vc tem paciência. Especialmente a partir da saga do Santuário.
O começo é meio fraco, na minha opinião e o desenho chega a ser meio tosco.
Conforme foi modernizando, é outra coisa assistir.
Já que vc gosta de desenhos japoneses, é uma boa.
Mas admito que depois de velho não tenho mais paciência de assistir.
Ao contrário de Sailor Moon, que já encontrei a série inteira pra D/L e devo começar a assistir o primeiro capítulo em poucos minutos!

Miguel Andrade disse...

paddy.rox , é esse monte de sagas que me dá nos nervos. Nunca sei por onde começar.

paddy.rox disse...

seguindo a versão anime oficial, é assim:

saga do santuário (capítulos 1 a 73),
Saga de Asgard (74 a 99),
Saga de Poseidon (100 a 114),
e finalmente a relativamente nova Saga de Hades (115 a 145).

Existem histórias parelelas, Algumas sagas tem subdivisões, mas esse é o guia oficial da série. Explicar além disso por enquanto é desnecessário e só vai te confundir na hora de procurar!

Miguel Andrade disse...

paddy.rox, obrigado!

Cansei só de ler...

paddy.rox disse...

hahahaha pelo menos eu tentei!

Miguel Andrade disse...

paddy.rox, imagina! 145 episódios!!!

paddy.rox disse...

eu sei, o número desanima... pra vc ter uma ideia, eu nem assisti Hades inteiro.
Dá preguiça de baixar tudo e depois ter que assistir.
Totalmente perdoável!

Miguel Andrade disse...

paddy.rox, essa Hades eu ganhei de um aluno, mas nunca tive coragem de assistir. Isso há ANOS!

paddy.rox disse...

quando eu comecei a assistir Hades, ainda não estava completo.
Essa saga tem 3 divisões, que eu não lembro o nome agora! =p
Aí eu assisti a primeira parte e no tempo que fiquei esperando a segunda, acabei esquecendo e deixei pra lá.

Miguel Andrade disse...

paddy.rox, esse é o problema de esperar desfechos de seriados... Vamos desencanando!

Igres Leandro disse...

Pegar frame de desenho e montar uma HQ é sacanagem.

Miguel Andrade disse...

Igres, pois! E mesmo assim eu comprei até um certo número.... Dai, como toda publicação que vai mal das pernas, começou a falhar a chegada as bancas e eu desencanei.

Ed disse...

O mangá de SM não foi lançado ainda no Brasil. Existe a possibilidade dele vir junto com o ânime em 2011...
Já li alguns números, e realmente é BEM diferente do anime. Mais sério e não tem piadinhas a todo instante.

Sou fã da primeira dublagem, feita pela Gota Mágica. Mesmo com alguns erros, considero essa versão Anos Luz superior ao da BKS, em 2000.

Ah Miguel, vc já viu a 'adaptação' live-acton americana?? Não foi a toa que a titia Naoko proibiu qualquer comercialização da marca fora do Japão...

Miguel Andrade disse...

Ed, eu tinha impressão de já ter visto à venda na banca, mas nada confirmou online. Como você está dizendo, vou altera o texto.

Estranhei a mudança de dublagem, mas acabei me acostumando. Assisti com mais regularidade aos episódios do Cartoon com a da BKS... Mas foi antes de 2000.

Em live action só vi a japonesa mesmo. E já era beeeem bizarro!

Rubens Rodrigues disse...

A Abril também lançou uma HQ de Dragon Ball com historinhas paralelas, bem depois a Conrad adquiriu os direitos do mangá.

Eu vi o piloto do live-action de SM no SANA 2006. Só ri. Só.

Miguel Andrade disse...

Rubens, só vi alguma coisinha do seriado japonês no you tube. Absurdíssimo. Hehehe

Related Posts with Thumbnails