quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Turismo alienígena

Levando em conta o orelhão gigante de Itu, e esta nave interplanetária em Varginha, esperaremos pelo que terá no centro da cidade que fique famosa pelo alto número de casas de tolerância. Varginha ainda tem pontos de ônibus temáticos e o governo local já teria anunciado a construção do memorial do ET.

A foto da “nave” consegui no site do fabricante, parece que é uma caixa d’água. O município mineiro ficou célebre mundialmente em 1996, após o que ficou conhecido como “O incidente em Varginha”.

Amplamente divulgado pela mídia, duas garotas teriam avistado ser assustador, associado depois a alienígena. Mais tarde, com investigações jornalísticas e ufológicas, muitas outras pessoas relataram acontecimentos estranhos no mesmo período.

Com centenas de supostas testemunhas afirmando o contrário, militares negam que tenham capturado duas criaturas. A historia ainda envolve o falecimento de um policial morto por desconhecida doença, cujos familiares lutaram por anos na justiças por maiores esclarecimentos.

O seriado Arquivo X fez referência ao Chupa Cabras em episódio da quarta temporada, o que fez com que a imprensa local achasse um elo entre as duas figuras misteriosas. Naquela época, explorado inclusive pelos famigerados programas dominicais de TV, também houve várias noticias em relação ao latino Chupa Cabras.

Na linha “acredite se quiser, se não quiser dane-se”, quando eu morava na Vila Mariana (SP) por duas vezes vi objetos luminosos “brincando” no céu, depois vi o fenômeno reproduzido exatamente da mesma forma no piloto do programa. Há um post muito bom sobre o ET de Varginha neste blog.

Veja também:
Como surgiu a Loira do Banheiro
A verdadeira Monga A Mulher Gorila
Chupa-cabra - A Verdade está Lá Fora


[Ouvindo: Las Espigadoras (La Rosa Del Azafran) – F.Delta]

8 comentários:

Leticia disse...

Miguel, meu querido,

Costumo dizer que só acretarei no dia em que uma nave pousar na Paulista e aquele repórter ofegante da Sonia Abrão conseguir entrevistar um deles. Fora isso (inclusive coisas que eu mesma vi no céu) ou é balão meteorológico, ou satélite ou alguma coisa que a gente engoliu ao luar.

Miguel Andrade disse...

Letícia, credo, que incrédula!

Leticia disse...

Nã-não, Miguel. Não desacredito, não. Tanto é que abri uma possibilidade...

O que irrita são os elementos invariáveis: aparições rápidas, agilidade de entidades governamentais em esconder o bicho, fatuidades noturnas, gravações péssimas, imagens nunca captadas, por exemplo, por câmeras de segurança. Depoimentos sempre de especialistas ou de caipiras. E o discurso semirreligioso, do tipo "se você não acredita, sua percepção é baixa, ele nunca vai aparecer pra você, e tal".

Quero ver uma nave em high definition, pô!

Miguel Andrade disse...

Letícia, uai, mas se os elementos são invariáveis devia de ser mais um motivo para serem reais, não?

Leticia disse...

Miguel, vejo diferente: se são invariáveis, é que foram produzidos por um mesmo método: o humano.

Não duvido, não. Só que quero um testemunho definitivo, mais concreto, menos nebuloso.

Miguel Andrade disse...

Letícia, pode ser que sim... Mas nesse caso específico, é tudo muito mal contado. De ambos os lados.

Como bem reparou uma amiga, parece a história da Vanessão de Ji-Paraná. Já viu esse vídeo? Hahaha

Leticia disse...

Jesusinho Cristinho, tinha visto não...! E aí, ela morreu mesmo?

Miguel Andrade disse...

Letícia, acho que é boato... Há outro com ela usando o nome Paula...

Mas o da tamancada mesmo. Não duvido que a traveca é que esteja certa ao cidadão todo "distinto".

Related Posts with Thumbnails