quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Sorte de Dolores Fuller

É preciso saber parar na hora certa, e Dolores Fuller é a prova viva disto. De todos da trupe de Ed Wood, foi a única que acabou bem!

Casada com o pior diretor de todos os tempos, após participar dos primeiros filmes dele deu um basta! Não achou graça alguma ao descobrir as tendências crossdresser do marido.

Tomou rumo artístico bem mais lucrativo do que ser estrela de produções Z como Glen ou Glenda ou Jail Bait. Vive linda e loura até hoje dos copyrights de várias músicas que compôs.

Algumas (como a deliciosa I Got Lucky) gravadas pelo Elvis. Fundou ainda sua própria gravadora, a Dee Dee Records, ajudando a revelar cantores como Johnny Rivers.

Na cinebiografia Ed Wood (1992) de Tim Burton, é interpretada por Sarah Jessica Parker como a esposa estraga prazeres. Contou sua versão no livro A Fuller Life: Hollywood, Ed Wood, and Me.

Veja também:
Maila Nurmi e a vingança dos rejeitados
Elvis vai a Hollywood



4 comentários:

Pri[s] disse...

Dolores é diva! Fico feliz em saber que ainda tá viva e bem.

Glen or Glenda é um clássico Z.

Miguel, você já viu "O filho de Chuck"?

Tem uma pequena homenagem ao Ed Wood e seu grande clássico crossdresser.

xD

Miguel Andrade disse...

Pri[s], infelizmente não vi, mas sei disso. Uma vez me perguntaram o nome da minha gata e eu disse Glenda. A pessoa riu e falou "Hehehe que nem o filho do Chuck? Glen ou Glenda?".

Devo ter feito esta carinha >>> :(

Leo disse...

Saber quando parar e se reciclar é uma sabedoria que muitos precisavam adquirir.

Miguel Andrade disse...

Leo, sim! Inclusive no casamento! :D

Related Posts with Thumbnails