sábado, 29 de agosto de 2009

Arrisque-se com Puerco Pibil


Da culinária célebre no cinema, posso destacar Puerco Pibil. Prato típico de Yucatan, região mexicana, é quase um dos personagens de Era Uma Vez no México (Once Up A Time in Mexico, 2003).

Sands (Johnny Deep), agente do FBI, praticamente só se alimenta desta iguaria quando vai à terra de Zapata. Ele o coloca nas alturas como uma das maiores delícias já inventadas pelo homem.

Tão bom que se ele realmente achar o preparo excepcional se dá ao luxo de ir até a cozinha e assassinar o chef! É seu jeito de equilibrar as coisas no mundo.

Entre os muitos extras do DVD, o diretor Robert Rodriguez direto de sua casa ensina passo a passo o preparo de Puerco Pibil. Ressaltando que se teremos que comer a vida inteira, é bom que se saiba fazer, "Not knowing how to cook is like not knowing how to fuck".


Receita de Puerco Pibil (Cochinita Pibil)


Ingredientes:

2,3kg de pernil de porco, cortado em cubos de mais ou menos 5 centímetros.
5 colheres urucum em semente
2 colheres de chá de cominho em semente
1 colher de sopa toda pimenta escura
1/2 colher de chá de cravos da índia
8 pimentas da Jamaica
2 pimentas habanero, frescas ou secas, limpas e picadas

Segredo do molho:

1/2 xícara de suco de laranja
1/2 xícara vinagre branco
8 dentes de alho
2 colheres de sal
5 limas
1 dose de tequila de boa qualidade
Folhas de bananeira (opcional)

Modo de preparar:

Moa as sementes de urucum, cominho, pimenta escura, cravo e pimenta da Jamaica. Se for usar um triturador elétrico, tipo aqueles de café, o reserve apenas para isso para não que transpasse o forte odor.

Quanto mais moído melhor, para que mais tarde não se sinta as sementes nos dentes.

No liquidificador, misture as pimentas habanero com o suco de laranja, vinagre, alho e o sal. Como as habanero são extremamente picantes, dispense suas sementes e a parte branca.

Acrescente também as especiarias secas que você moeu antes. Por último, o suco de 5 limas (que podem ser substituídas por limões) e a tequila.

Coloque o pernil em um saco grande (tipo zip lock) junto ao molho. Deixe curtir em torno de 4 ou 6 horas na geladeira, se lembrando de ir girando várias vezes para que ganhe o sabor por igual.

Numa assadeira, disponha as folhas de bananeira, contanto que sobre para poder fechar como se fosse um envelope. Coloque no meio o conteúdo do saco que estava na geladeira.

Feche as folhas de bananeira, quanto mais vedado melhor, e depois as cubra com papel alumínio. Asse em um forno a 160ºC por 4 horas.

Como nem em todos os lugares se acha folhas de bananeira à nossa disposição, pode-se substituir por papel alumínio. Claro que o charme do prato não fica sendo igual.

Pronto! Sirva com arroz branco ou espanhol.



Veja também:
Torta de palmito
Bond Drink - Nasce uma estrela
Receita de gaspacho


4 comentários:

Refer disse...

Minha preocupação é sempre a mesma quando vejo/leio qq sobre culinária: o que se faz com a louça depois? quem vai lavar?

É sempre melhor, mais fácil, menos estressante comer o PF no botequim.

Miguel Andrade disse...

Refer, realmente é! Mas me indique um boteco que venda Pueco Pibil de PF e estarei lá.

Fora de Yucatan, lógico!

[balbina conspira] disse...

Caramba! Achei que só eu achava esse "personagem" receita do filme uma coisa fantástica. Lembro que quando aluguei o DVD, uns bons anos atrás, assisti e reassisti a cena e os extras loucamente. Cozinharei o Puerco Pibil essa semana.

Miguel Andrade disse...

Balbina, dai conta pra gente. Eu tô muito afim também de fazer ela.

Related Posts with Thumbnails