quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Garganta Profunda, sinos e jorrões


De mocinha sem pretensões maiores na vida a número 1 em capas de revista de 1972, Linda Lovelace entrou pra posteridade com Graganta Profunda (Deep Throat). O primeiro filme x-rated a ser exibido em cinemas comerciais e virar furor em todo planeta.

Lovelace ficou tão célebre que esteve presente na entrega do Oscar do ano seguinte. Impensável pra qualquer outra estrela pornô.

A história, como todos sabem, é sobre uma garota muito insatisfeita por não sentir prazer sexual. Tenta de todas as maneiras sem o mínimo sucesso. Até que seguindo instruções de uma amiga, se consulta com o renomado Doutor Young. O médico sabiamente descobre que seu clitóris está na garganta, se comprometendo a ser o primeiro a conferir. Muito feliz, Linda transforma-se numa enfermeira em prol de senhores com certas disfunções.

Mais tarde, mesmo com um desempenho invejável, a atriz afirmou ter sido coagida pelo ex-marido para trabalhar neste filme. Afirmou estar sob efeitos de psicotrópicos, mas enfim, tinha um dom!

Virou ativista feminina lançando alguns livros sobre mulheres exploradas, e claro, sua biografia. Ao falecer em 2002 num acidente rodoviário, vivia como uma pacata dona de casa em Long Island.

Veja também:
A grande chance de Bill Cable
Liz Renay: Vivendo desesperadamente
De pin-up dos infernos à marco científico


11 comentários:

Tia Cris disse...

Quedê a antológica cena da cabeça pendendo pra fora da beira da cama, e que entrô pro Kama-Sutra da muié moderna?

Miguel Andrade disse...

Tia Cris logada, quedê? Mas são muitas! Difícil selecionar os screenshots, acho que exagerei até!

ed disse...

Angelina Jolie queria interpretar Linda no cinema ( antes dela a Meg Ryan tbm estava interessada), e depois o projeto passou por Courtney Love, Anna Faris e Rose McGowan, e pelo jeito vai continuar passando de mão e mão...
ou melhor de boca em boca.

Miguel Andrade disse...

Ed, mas que projeto é esse com a Patricia Arquette que vi no IMDB? Já tem dois anos. Parece ser um documentário dramatizado. Quanto a biografia eu acho a Rose McGowan bacana!

ed disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ed disse...

Miguel, acabei de ver no imdb e não tem grandes informações sobre esse filme com a Patricia, parece que nem existe de verdade. Já o "outro" projeto já se chamou "Lovelace" e "Inferno", acho que as atrizes desistiram da idéia, poís não consta em nenhuma filmografia delas.
A única coisa que sei é que a Jolie queria o papel para poder repetir a consagração de "Gia", um filme de estilo semelhante que ela estrelou para HBO em 1998.
:-)

Miguel Andrade disse...

Ed, Jesus! Eu já vi este Gia na TV, bem podrinho. E outro dia vi pra vender nas Americanas na parte dos lançamentos. Tenho uma birra com esta Jolie que nem te conto...

furyanimal disse...

Este filme é um marco na história do filme pornõ, depois a atriz se tornaria evangélica e deu uma entrevista dizento que algumas cenas realizadas foi forçada a fazer no submundo da indústria pornõ

Miguel Andrade disse...

furyanimal, Linda alegou estar sob efeito de drogas, conforme citei no texto.

Moses Aron disse...

ADORO!!!! A versão que eu tenho do filme é a dublada em Italiano! O que me deixou com mais tesão ainda!!!

Miguel Andrade disse...

Moses, a minha é aquela edição especial lançada no Brasil, que de especial não tem nada! :D

Related Posts with Thumbnails