quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Filho de Lugosi foi o melhor amiguinho dos monstros

LAMag
Quando Bela George Lugosi nasceu em 1938 seu pai Bela Lugosi já era um grande astro internacional graças a Dracula, dirigido por Tod Browning em 1931. Todos os filhos de celebridade possuem infâncias especiais, mas nenhum teve uma como o menino Lugosi.

Nos próximos anos ao seu nascimento o estúdio Universal retornaria as franquias com seus famosos monstros, produzindo sequencias e absurdos crossovers.  Se seus amigos iam às matines tomar sustos, o filho de Bela Lugosi conhecia todos os sombrios personagens cara a cara, nos bastidores dos filmes.
ICP
Seus primeiros passos foram entre as pernas do lendário Boris Karloff que estava vivendo pela última vez em um longa metragem a criatura em O Filho de Frankenstein (Son of Frankenstein, 1939 de Rowland V. Lee). Foi nessa época que nasceu Sarah, filha de Karloff, vista hoje em dia muitas vezes ao lado de Bela G. Lugosi em convenções de fãs.
Boys and Gouls
Ele sempre teve cachorros em casa, mas ainda assim, devia ser legal ficar perto de Lon Chaney Jr. caracterizado para O Lobisomem (The Wolf Man, 1942 de George Waggner). Pelo tamanho da criança, a foto pode ser também de Frankenstein Encontra o Lobisomem (Frankenstein Meets the Wolf Man, 1943 de Roy William Neill).
Claro que não poderia faltar foto com papai também pela última vez de forma oficial como Conde Drácula em Abbott e Costello às Voltas com Fantasmas (Bud Abbott Lou Costello Meet Frankenstein, 1948 de Charles Barton). Ele tinha uma mini capa de vampiro que costumava brincar com os amigos em casa, mas isto é óbvio.

Frame de um vídeo caseiro com pai e filho
Na escola ele temia ser motivo de piada por ter o mesmo nome do Drácula, então adotou o nome Billie G. Lugosi. Anos mais tarde, orgulhoso do legado de seu pai, assumiu Bela Lugosi, Jr., nome com que é conhecido até agora.

Mesmo tendo crescido dentro dos estúdios não quis ser ator. Seu pai lhe sugeria alguma profissão que lhe desse liberdade e atores estão sempre presos a agentes ou estúdios, então foi estudar direito, profissão que lhe seria pessoalmente útil.

Ele é conhecido no meio jurídico dos EUA pelo caso Lugosi Vs. Universal Pictures que se iniciou em 1966 e só terminou em 1979. Bela Lugosi tinha falecido há dez anos quando seu filho e a viúva resolveram entrar na justiça requerendo direitos sobre o uso de imagens do ator que o estúdio vinha comercializando através de produtos do Drácula.

             Action figure oficial de Dracula                  Terapeak
Não havia lei esclarecendo a quem pertencia o direito de uso de imagem quando a pessoa morre.clicando aqui.

Embora tenha falecido com muitas dificuldades econômicas, Bela Lugosi é um nome que gera milhões até hoje conforme você pode ler

É por isso que produtos oficiais da Universal sobre seus monstros clássicos, como action figures, não possuem as feições de Bela Lugosi, porque não podem. Drácula é a única das criaturas que não usam máscara, sua caracterização já vinha do que Lugosi fazia numa montagem teatral antes do filme de 1931.

Na Corte em 1979 eles ganharam, mas o estúdio recorreu e ganhou levando em conta o contrato que Bela Lugosi (então um desconhecido do grande público) havia assinado para estrelar Drácula no cinema. Apenas em 1986 a corte da Califórnia criou o direito a herança pelo uso de imagem até 70 anos após a morte da celebridade.

Em 2007 a lei passou a ser retroativa a todos os que morreram a partir de 1938. Então ainda há mais dez anos até a imagem de Bela Lugosi entrar em domínio público.
Universl Monster Army
A vida dedicada ao pai não se restringe a cuidar de direitos de imagem, coisa que faz pensando não apenas monetariamente, mas também em termos de preservação da memória.  Aos 78 anos (seu pai faleceu aos 73) Bela Lugosi, Jr. dificilmente  passa como anônimo por ser muito parecido ao ator reconhecido por gerações.

Conta com bom humor que às vezes lhe perguntam se é o neto de Bela Lugosi, aí ele conta que quando nasceu seu pai tinha 55 anos de idade. Também existe quem esqueça que astros de cinema envelhecem e morrem e pensam que ele é o próprio Bela Lugosi.

Veja também:
Vampiro milionário: Comércio post mortem de Bela Lugosi
Sara Karloff, a cara do papai
Drácula nas (nem tanto) boas lojas do ramo
Nova edição de Drácula usa Lugosi na capa
Palavrão da discórdia

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails