quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Avesso da cena: Lucy e o bebê

 Um dos momentos mais marcantes de Drácula de Bram Stoker (Dracula, 1992 de Francis Ford Coppola). Van Helsing surpreende Lucy Vampirizada em vias de dar o bote em um bebê.

 Impressiona por ser grotesca e parecer que ela derrubou a menina assim que ouve chamar seu nome. Mas estava tudo bem, como não poderia deixar de ser.

A ilusão acontece graças ao som de algo caindo ao chão (fora do angulo de visão), mas a criança estava bem segura, provavelmente pela mãe. Ela vai aos braços, dá uma giradinha e ainda sai rindo. 

Há também uma montagem ágil, em poucos segundos são quatro tomadas. Muita coisa para um filme que optou por linguagem visual antiquada.

Conforme o making-of também mostra, houve um treinamento no colo da atriz Sadie Frost vestindo figurino e maquiagem e a pequena chorou bastante no começo. Na imagem ao lado as duas se conhecendo e Frost com uma expressão não muito paciente.

Veja também:

1 comentários:

LalaSouza disse...

Amo a cena, amo o filme... O bom desse post, além de matar a saudade, mostra quanto trabalho é envolvido numa cena tão rápida. Tudo em nome da perfeição!

Related Posts with Thumbnails