quarta-feira, 30 de abril de 2014

E filmes B colorizados são toleráveis?

 Tropecei nestas capturas de Mortos Que Matam (The Last Man on Earth, 1964 de Ubaldo Ragona) agora em berrantes cores... E achei terrível, mas fiquei divido!

Cada vez é mais comum encontrar DVDs com estas versões. Acho polêmico visto que de certa forma deturpam o resultado original.

Mas, esses filmes de baixo orçamento geralmente foram fotografados em preto e branco por questões econômicas, não por estéticas. Ainda mais estes dos anos 60, quando os sistemas de cores já eram populares.

O que é muito diferente daquela versão terrível de Laura (1944 de Otto Preminger) que a TV Cultura de São Paulo exibiu no ano passado. Um desrespeito com os artistas envolvidos e o telespectador.

Imagina que um turista vai até o Louvre ver a Mona Lisa. Chegando lá a obra recebeu uma intervenção de Romero Britto que atualizava a tela de Leonardo da Vinci ao gosto das plateias atuais...

Esses filmes B ganharam cores por outro motivo além do comercial. Estão em domínio público, passando pela tintura computadorizada passam a pertencer a alguém, que requer sobre esse trabalho.

E não há problema algum enquanto a cópia adquirida em DVD conter o original, lindamente fotografado em B&W. Até agora todos os que vinham com este “bônus”.

Veja também:
Laura colorizado!!!
Em glorioso B&W
"É a cores?"

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails