segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Quando a maconha estreou no horário nobre

A feitura de um baseado de maconha foi vista na TV pela primeira no capítulo 39 da novela Água Viva, exibida na TV Globo em 1980. Atualmente ela é reprisada no canal pago Viva.

O ator Fernando Eiras aparece bolando um cigarro passo a passo enquanto conversa com Maria Padilha e Gloria Pires no apartamento do núcleo jovem. A cena acaba com o rapaz convidando Sandra (Gloria Pires) para ir ver o “novo filme da Jane Fonda”.

Poderia ser um singelo cigarrinho de palha se numa das sequencias anteriores a Beatriz Segall (a vilã Lourdes Mesquita, que foi até lá procurar o filho) não tivesse esbravejado contra o ambiente hippie. Mas o fumacê não acabará por aí!

A coluna “As Novelas Ontem” do jornal A Folha de São Paulo registrou a seguinte nota em 03 de junho de 1980 (desfoquei as últimas linhas pra esconder spoilers).
Parece que será mais explícito e no apartamento do Doutor Miguel Fragonard! Hare Krishna no lugar do costumeiro Tristão e Isolda e como bem disse um amigo meu, menina Sandrinha já é lenta, agora ela para de vez...

No capítulo 39 foi tão displicente que escapou aos olhos da imprensa e, consecutivamente, da censura. Assim como outros temas “modernos” expostos por Água Viva (falei a respeito deles aqui antes, leia), mais de três décadas depois continua sendo tabu na TV e na sociedade.

Cena de Dancin' Days, 1978
Gilberto Braga, o autor, já havia explorado o tema de forma ainda mais sutil na sua novela anterior, Dancin’ Days de 1978. Também com a personagem de Gloria Pires, que no caso se chamava Marisa.

Mimadinha, criada pela tia rica e malvada (Joana Fomm), a garota entra em parafuso ao descobrir que a mãe biológica é a ex presidiária simpática que a rodeia. Passa a usar roupas indianas e enche seu apartamento de cabeludos esquisitos.

Marisa fica deitada num pufe ouvindo som psicodélico e qualquer um que tenta puxar assunto ela diz “Escuta o som! Escuta essa guitarra, esse Cara é fera!!!”. Nenhuma menção a cigarro algum é dita ou mostrado uma fumacinha de incenso que seja, mas entendemos o que acontece ali.

Veja também:
Grã fina com hábitos de pedreiro
Valia tudo nos dias dançantes

7 comentários:

Anônimo disse...

No capitulo 42 de Agua Viva ( reprisado no dia 17/11 no Viva) ha uma cena em que Marcos (Fabio Jr) esta "raspando algo" com uma faca, enquanto toma um cha com Janete (Lucelia Santos)…Estaria ele dixavando um?? Hahahaha

Parabéns pelo blog! Muito bacana!

Miguel Andrade disse...

Anônimo, reparei nisso também. Era fumo de rolo... Nunca tinha visto ele fumando nada!

divulgablogsite muro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Refer disse...

Em 'Don Juan' encenado pelo Teatro Oficina, no começo dos anos 70, Ivan Setta fumava inteiro um baseado de verdade, deste tamanho, no meio do público e ainda oferecia ao público presente. Quando leio hoje as pessoas reclamando da censura 'do tempo da ditadura militar' fico com vontade de rir para não chorar.

Duvido que hoje um ator faça uma coisa dessas sem ser preso.

Miguel Andrade disse...

Refer, mas era notório ou camuflado?

Refer disse...

Na cena, alguns 'personagens' se sentavam em volta de uma fogueira no meio do público; ali, acontecia o ritual do fumacê. A fogueira era fake mas o baseado era verdadeiro.

Miguel Andrade disse...

Refer, e isso passou batido pelos censores... Incrível!

Related Posts with Thumbnails