quinta-feira, 10 de maio de 2012

Veronica Lake em cores vivas

Foto pouco comum de Veronica Lake. Em Cores! Pensei a vida toda que ela era loira, não quase ruiva.

Se isso não for um erro de impressão, claro! Mas como nos anos 40 a top era Rita Hayworth, Lake até pode ter tido os cabelos mais avermelhados em algum momento.

A atriz ficou registrada quase que apenas em preto e branco não porque morreu jovem, como aconteceu nos casos citados no post “Uma vida em tons de cinza” (clique para ler). O auge da sua carreira não coincidiu com a popularização do Tecnicolor.

De qualquer maneira, se notabilizou em filmes noir B, distantes de qualquer investimento mais elevado por parte dos produtores. Cor naquele tempo era mesmo um luxo para poucos.

Como tantas outras estrelas antigas, sucumbiu ao vicio do álcool. Foi reencontrada nos anos 60 trabalhando como garçonete em Nova York.

A primeira imagem é um oferecimento My Vintage Vogue, a segunda Vintage Stars

Veja também:
Veronica Lake: estrela da posteridade
Pequenas estrelas, grandes ilusões


4 comentários:

Alexandre disse...

e film noir exigia uma paleta bem modesta...

Miguel Andrade disse...

Alexandre, pois é. Diferente dos musicais.

Leticia disse...

É, mas mesmo assim existia todo um estudo de corer pra dar os matizes certos de cinza. Li uma vez não sei onde, era uma trabalheira.

Miguel Andrade disse...

Letícia, sim! Por isso acho estupidez gigantesca colorizar.

Não eram P&B por uma falha, mas por estética.

O mesmo o contrário. Tipo aquele Heleno que só é P&B, pelo que vi no trailer.

Tá na cara que era colorido e na pós produção decidiram deixar "sem cor".

Related Posts with Thumbnails