terça-feira, 9 de agosto de 2011

Tutorial pra ter cabelo ruim

Quase um: Como ser a Rollergirl? Daí basta os patins, vontade de ficar famosa e certa libido a mais...

Quem está com uns 15 anos deve ver gente de cabelo armado como quem vê um marciano verde. Mas a mulherada faz fez de tudo para não ficar de cabelo liso.

Na rua a gente identificava crentes pelo cabelo escorrido. Era batata! Nem precisava estar com bíblia nas axilas.

Valia tudo, até fazer trancinhas como é ensinado acima. Imagina que beleza dormir com o cabelo úmido com gostas de limão...

Aí chegou a chapinha e nem Elba Ramalho foi a mesma. Sei que um dia o aspecto que uniformiza todas também vai passar, mas está durando, hein?

Visual tão comum e banal que toda comédia romântica atual eu chamo de "filme Chapinha". Com atrizes e para público de look poodle que foi esquecido na chuva.

[Ouvindo: Pesó un kilo- Kuso]


20 comentários:

Jose Luiz disse...

sempre adorei os cabelos armados e naturais agora é tudo 'boi-lambeu' uma pena!

Miguel Andrade disse...

José, eu também! Virou padrão.

Diogo disse...

A Elba ahahhahaah bons tempos em que ela era um leão do norte e isso de chapinha me irrita profundamente, falo sempre pra minha mãe parar de fazer.

Miguel Andrade disse...

Diogo, falo pra minha irmã tb. Ela faz aquelas coisas que nem com piscina sai, sabe?

Diogo disse...

Sei sim! e essas escovas de chocolate, de morango, de uva? pra mim fica tudo a mesma merda.

Miguel Andrade disse...

Diogo, deve mudar só o valor! Pagar pra ficar igual a todo mundo...

Pri[s] disse...

Gotas de limão pra fixar melhor! MORRI!
Lembrei de quando eu usava água com sabonete pra fixar meu "pega-rapaz". Tenso.

Quando vou nessas boates HT's as meninas são TODAS iguais: cabelão chapado com aquela franjinha de lado, sabe? Mas não atiro pedras, pq também sou alisada.

Miguel Andrade disse...

Pris, mas é melhor que gel?

hahaha até tu, Brutus?

Leticia disse...

Gotas de limão para fixar e, de preferência, secar ao sol, não é mesmo?...

Que horror! Isso é mais prejudicial que bombril para armar ou o ferro de passar roupa para alisar, travestido hoje de chapinha.

Essa moda de trancinha pra frisar foi uma das coisas mais pavorosas dos anos 80, junto com as ombreiras, os brincos de botão colorido e os batons de boq.uete.

Miguel Andrade disse...

Letícia, hahahahahahahahahahaha!!!

Não lembrava mais dos brincos de botão. Que época pavorosa foram os 80's...

Leticia disse...

Foi, Miguel.

Mas não foi aí que começou minha esquizofrenia com moda, não.

Já no final dos 70, lá no Rio, havia uma submoda de bairro em que todo acessório tinha de ser dourado. Acredito que foi aí meu début de estar sempre na contramão do furor popular.

Miguel Andrade disse...

Letícia, não deve ter cidade onde os bairros são tão definidos como o Rio. Quase sub cidades.

Mahal disse...

não sei o que me deixa mais revoltada: o fato do meu cabelo liso e fino não enrolar de jeito nenhum (minha amiga já conseguiu queimá-lo com o babyliss...pra depois de 5 minutos ele voltar a ficar liso) ou os cabelos de escova chocolate, marroquina, coisa que o valha sempre ficarem MAIS bonitos que o meu.

Miguel Andrade disse...

mahal, aaaaaah, vc é das que não necessitam da chapinha! Sortuda.

Leticia disse...

Toca aqui, Mahal. Os meus cabelos tb. são lisos, porém grossos. E só desarmam quando estão compridos, mais pesados.

Quando preciso vou na velha e boa escova. Ou o cara é muito bom, ou então no dia seguinte acordo com zero de balanço. Chapinha também resolve, mas vai embora por qualquer coisa.

Miguel, lá no Rio tem muito disso, mas em SP tb. O cara chega abaphando a banca, com as cuecas aparecendo e cheio de piercing, e o povo em Higienópolis diz: cê não daqui, né? O contrário tb. é justíssimo.

Nesse ponto, o Rio é mais democrático, embora cada bairro tenha sua marca de glória.

Miguel Andrade disse...

Letícia, com certeza Rio é mil vezes mais democrático socialmente.

Leticia disse...

Numas. Por exemplo, tem muita gente na Zona Sul que acha que depois do túnel não é mais Rio. E muita gente da Zona Norte que acha a zona sul besta à beça.

Em algum nível existe divisão, sim. De qualquer modo, acho grave quando a diferenciação atinge a mentalidade da Prefeitura. Com a Copa e os Jogos Olímpicos, eles acabam dando um tapa nos intestinos da cidade, mas normalmente o plá todo vai sempre pra casquinha da orla. Não acho justo.

Miguel Andrade disse...

letícia, mas em SP, ZL é quase interior. Uma cidade independente.

Leticia disse...

É, mas tem metrô e, em alguma medida, vias asfaltadas e sinalizadas, com canteiros gramados. Pelo menos numa boa e grande estrada pra fugir. No Rio é abandono de décadas.

Miguel Andrade disse...

Letícia, já disse isso aqui, acho: Rio dorme ainda no berço esplendido de ex capital nacional. Para o bem e para o mal parece que isso lhes basta.

Related Posts with Thumbnails