terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Realidade alternativa

E se... Jeffrey Hunter tivesse topado ficar no comando da U.S.S. Enterprise além do episódio piloto?

Tem que ser Treker, daqueles fanáticos, pra apontar as drásticas mudanças possíveis no rumo de Star Trek... Arrisco apenas que Hunter seria muito mais lembrado hoje!

Além, claro, de ter sido Jesus Cristo em Rei dos Reis (King of Kings , 1961 de Nicholas Ray). Filme tão reprisado na televisão em datas cristãs, que quando penso em Jesus, me vem o rosto do ator na minha cabeça.

O ano era 1964, e ele, acreditando ainda ter fôlego na tela grande, quis priorizar a carreira cinematográfica ao invés de se dedicar a uma série televisiva de ficção científica. Longe dos tempos em que foi vendido pela 20th Century Fox (e depois Warner) como o galã do momento, vinha fazendo bastante TV, refugio de atores distantes dos tempos áureos no cinema

Cinco anos depois, teve um AVC e faleceu com apenas 43 anos. Exatamente no último ano da série original (66-69), mega sucesso que recusou.

Dramática mesmo teria sido a carreia de William Shatner sem Jornada nas Estrelas. Astro de filmes de “forte apelo comercial”, como Incubus (1966 de Leslie Stevens), um dos poucos falados 100% em Esperanto!

Imagens de Jeffrey Hunter são um oferecimento A Tribute to Jeffrey Hunter

[Ouvindo: Get It While You Can – Sweetwater]

2 comentários:

Refer disse...

...isso significa que, pra você, Jesus Cristo tem cara de roqueiro dos anos 70.

só por essa blasfêmia, vc merece mofar alguns séculos no purgatório.

Miguel Andrade disse...

Refer, cabeludo e de olhos claros? Sim, sim!

Related Posts with Thumbnails