segunda-feira, 26 de abril de 2010

Destroçando ilusões

Clique nessa imagem para vê-la em resolução bem maior. Observe bem os detalhes!

É tudo mentirinha! Dá pra ver até que o (antes) apavorante Macaco Voador está de luvinha.

E a Bruxa Má do Leste/Oeste é só uma atriz muito parecida com a Regina Casé dos tempos de Tina Peper. Aliás, ajudou na nossa imaginação que Margaret Hamilton não fez nada mais relevante desde 1939.

Só fui vê-la em outro filme estes dias, já adulto. Tava assistindo Dizem Que é Pecado (People Will Talk, 1951), comediazinha do Cary Grant, e de repente: “Ah lá a bruxa!”.

Altas definições são um veneno para quebrar a magia de que tudo é real. Não apenas em filmes fantásticos como O Mágico de Oz (Wizard of Oz, 1939) mas em qualquer clássico com seu Technicolor estalando de novo.

Sensação semelhante eu tive ao assistir Os Homens Preferem As Loiras (Gentlemen Prefer Blondes, 1953) pela primeira vez em DVD. Isso após anos e anos vendo e revendo meu surrado VHS.

As luvas longas que Marilyn Monroe usa no famoso número “Diamonds are a Girl's Best Friend” não são inteiriças!!! E quem as usava era com certeza uma fabulosa garota loira de carne e osso!

Veja também:
O lado negro de Oz
Nebutal, pancadaria e o arco-íris


[Ouvindo: Le Ciel Dans Une Chambre - Carla Bruni]

4 comentários:

Moses Aron disse...

O HD tb 'destruiu' o meu filme preferido, Uma Rua chamada Pecado. As perucas da Vivien leigh e da Kim Hunter parecem ter vida própria!!!

Miguel Andrade disse...

Moses, não vi ele ainda digitalizado.... Bom avisar. :-/

Rao! disse...

Outro filme com a atriz da bruxa é Babes In Arms, que também tem a Judy como protagonista. Ela faz uma tia chata do menino mais invejoso da cidade, não deve aparecer por mais de 5 minutos, coitada!

Miguel Andrade disse...

Rao! E você quando a viu pensou o quê? "Olha a bruxa!"? rs

Related Posts with Thumbnails