segunda-feira, 1 de junho de 2009

A volta da revista Set


“A volta” não seria o termo certo, já que toda a editoria foi trocada. Ufa! Havia lido neste blog aqui, e hoje me enviaram release sobre a edição de junho da revista Set, a mais antiga publicação sobre cinema do Brasil.

Acho muita coincidência a “nova” Set ter ressurgido (após não ter saído em maio) exatamente em junho, mês em que aniversaria. Deve estar nas bancas já no próximo dia 5, não sei se em todo país ou se primeiramente nas capitais.

E vida longa à Set! Que decepcione os parcos fãs do oba-oba que vinha sendo feito, e conquiste muitos outros apostando com honestidade e inteligência em cinema. Estou ansioso!

Para entender o que tinha acontecido á revista, leia este post aqui.

[Ouvindo: Jungle Baby – Erlando, Juan & His Latin Band]

17 comentários:

ALESSANDRO disse...

eu fiquei meio preocupado quando soube do sumiço da revista pela internet, mas sabia que não ficariam sem editora por muito tempo, costumo reclamar que os mais de dez anos em que compro a revista todos os meses estão me deixando sem espaço no quarto para guardar todas, mas senti falta no mês que passou hehe

ALESSANDRO disse...

ps:
será que vão zerar a numeração?

Miguel Andrade disse...

Alessandro,acho que só mudou a editoria. Não deve zerar não.

Glauco disse...

Será a volta dos mortos-vivos?

Em 1993 me tornei leitor devoto da SET, aguardava cada número como se fosse um presente de Natal. Corri atrás das edições anteriores, colecionava as fichinhas, aprendi muuuuuuito com ela.

Que desgosto foi ver o rumo tomado pela revista, que para mim, morreu por volta de 2000 ou 2001. Nos últimos anos, até dava uma espiada nas últimas edições dentro da Saraiva e cada vez mais tinha a certeza de que não era a boa e velha SET.

Saudades!

Miguel Andrade disse...

Glauco, eu também amava! Lembro até de ter ligado pra reclamar do fim das fichinhas.

Mas nos últimos anos era motivo de aborrecimento todo mês. Zumbis no poder dela, e eu prometendo que ia deixar de comprar.

Glauco disse...

Pois é Miguel, o fim das fichinhas já era um sinal de que as coisas não iam bem.

Mas eu ainda conservo minha coleção de SET, ao lado da coleção da Vídeo News e da SET Especial Vídeo Erótico, que depois virou Guia do Vídeo Erótico, hehe.

Miguel Andrade disse...

Glauco, ah, só tenho duas dos Vídeos Eróticos. E umas quatro Terror e Ficção.

Você lembra da Cinemin?

Glauco disse...

Cinemin?

Não consigo lembrar dessa, apesar do nome soar familiar.

Você tem aqueles guias especiais da SET, com o melhor lançado em vídeo?

Miguel Andrade disse...

Glauco, tenho! Duas edições de anos diferentes. E das revistas uma Set especial de crime e mistério.

Glauco disse...

Essas de crime e mistério eu não tenho. :(

Miguel Andrade disse...

Glauco, era tipo Terror e Ficção, mas só sobre detetives, Agatha Christie, etc.

Igres Leandro disse...

Haha. Voltou!

Bom mesmo foi a discussão do Christian Bale com alguém da produção do filme. Acho que diretor de fotografia.

Será que bom mesmo será o filme (um drama, eu acho, haha) de Sasha Grey?

Miguel Andrade disse...

Igres, aprendi a não esperar mais nada de cinema. Quanto mais ansiedade mais chances de me decepcionar.

Terminator 4 não assistiria nem de graça! Fato!

Calabouço do Andróide disse...

Miguel, a Cinemin é que deveria ter voltado.
Artigos e mais artigos sobre filmes clássicos, inclusive de terror e ficção; biografias de várias páginas das estrelas de outrora (Audrey Hepburn, Marilyn Monroe, entre outras); grandes artigos sobre o cinema nacional, mesmo num período em que ele não andava bem das pernas...
Essa sim uma revista dedicada ao público cinéfilo.
Pena que acabou.
Tenho alguns poucos números, e quando encontro em algum sebo aqui do Rio, está sempre custando os olhos da cara.

Miguel Andrade disse...

Calabouço, não sou da geração dela. Mas sempre ouvi falar muito bem da Cinemin. Sábado ganhei um exemplar e realmente de conteúdo era ótima.

Páginas e páginas com artigos longos, fotos não só de filmes novos ou norte americanos, mas de filmes numa forma geral. Me pareceu bem boa.

Glauco disse...

Putz, claro, lembrei de Cinemin agora. Ela é bem antiga, dos primórdios do VHS e por isso tinha o foco no mercado cinematográfico e não havia sessões de home vídeo.

Na época em que corri atrás da edições antigas da SET, me deparei com alguns exemplares da Cinemin. Tenho umas três aqui em casa, com matérias muito boas sobre Ingrid Bergman, Buñuel e Oscarito.

P.S. Sabia que esse nome era familiar, hehe.

Miguel Andrade disse...

Glauco, matou a pau agora: "Ela é bem antiga, dos primórdios do VHS e por isso tinha o foco no mercado cinematográfico e não havia sessões de home vídeo."

Set surgiu com a euforia do surgimento do VHS.

Related Posts with Thumbnails