sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Nepotismo Burtoniano

Tim Burton sempre se cercou de quem pessoalmente gosta na hora de fazer seus filmes. Além das amadas Lisa Marie e Helena Bonham Carter, seu cachorro de estimação Poppy trabalhou no cinema duas vezes: Ed Wood (idem, 1994) e Marte Ataca! (Mars Attack!, 1996).

Casada com o diretor na época de Marte Ataca!, Lisa Marie explicou ao jornal Sunday Times que até testaram outros cachorros, mas o Poppy saiu-se melhor, além de ter se dado muito bem com a parceira Sarah Jessica Parker.

O chihuahua, achado no Japão enquanto o casal passeava com amigos, imediatamente foi adotado como filho. Apaixonados como pais babões, disseram acreditar piamente que ele falava. A pergunta óbvia do jornalista foi se estaria satisfeito em entrar para o seleto grupo de Lassie, Benji e outros famosos de quatro patas. “Não! Nem um pouco, mas fez por nós!”.

Dramaticamente, Poppy morreu em 2000, justo quando se separaram, o que deve ter dado mais bode ainda. Burton teria declarado sua intenção em ser enterrado ao seu lado, se os donos do cemitério permitirem.

Um dos momentos mais emocionantes em A Noiva Cadáver (Corpse Bride, 2005), é quando Victor reencontra seu cãozinho Scrap no além-vida.



[Ouvindo: Johnny – Luni]

2 comentários:

ALESSANDRO disse...

muito legal isso, adorei o post, agora verei esses filmes com outros olhos, mesmo porque perdi meu cãozinho recentemente
abç

Miguel Andrade disse...

Alessandro, sinto muito pelo seu bichinho... E reveja estes filmes! São espetacularmente inventivos.

Related Posts with Thumbnails