sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Belas e suicidas

Barbara Bates

Capucine

Diana Barrymore

Dorothy Dandridge

Peg Entwistle

Mimi Forsythe

Suzanne Dalbert

Sem sombra de dúvidas, a mais apoteótica foi Peg Entwistle. Em 1932 disse bye bye à vida pulando da letra H do lendário letreiro Hollywoodland.

A atriz, rejeitadíssima pelos estúdios, conseguiu enfim, entrar para a posteridade. Esta tragédia ainda costuma ser apontada como o principal motivo para que a partir de 1945 o painel virasse apenas Hollywood. 13 letras trariam mau agouro.


[Ouvindo: Way Out – Yeah Yeah Yeahs]

12 comentários:

Leticia disse...

Diana Barrymore já dava pinta nesta foto de que a vida não lhe era bela. Ela era tia da Drew, não? Não nega...

Tia Cris disse...

Vixe, ma o suicídio dessa fia deveria ter sido filmado. Mais simbólico impossível. Desconfio que depois dessa devem ter colocado um guardinha lá de butuca, porque depois que uma deu a idéia, o que deve ter de desiludida a fim de sijogá certamente iria botar o letreiro abaixo...

Fabiano Roberto disse...

blog tb é cultura, eu não sabia que o letreiro era Hollywoodland, mas a mudança não faz diferença pois ainda existem varias letras para quem desejar pular

Jôka P. disse...

Jean Seberg...

Miguel Andrade disse...

Letíca, pelos meus cálculos é tia avó da Drew, e parecida pra chuchu. Fiquei pensando se meus tios são parecidos comigos tanto quanto a dela...

Tia, com certeza! Se deixassem chegar lá perto ia virar sucicidódremo... Se bem que deve ser muuuuuito distante já que o corpo dela levou dois dias pra ser descoberto.

Fabiano, mas não são mais 13 letras! Não há mais este risco... rs

Jôka, pois é! Me guiei pelo IMDB. Dava Jean Seberg como favas contadas. A morte dela não é totalmente esclarecida. Há suspeitas de assassinato por seu envolvimento com causas políticas. Por isso não a incluí.

Nivaldo disse...

Miguel, o letreiro não é tão longe assím. Quando fiz intercâmbio nos EUA (sim, tenho essa mancha em meu currículo) estive lá.

Existe uma estrada que nos leva até o local onde estão as letras, por sinal enooooormes, e não é tão difícil o acesso. Só que existe sim seguranças no local porque hoje lá também ficam as torres de transmissão das redes de TV que operam na região de LAX.

Talvez a demora para encontrar o corpo da outra tenha sido porque na época o acesso não fosse tão fácil como hoje. Mas que foi um suicídio emblemático, ah isso foi!

Raquel disse...

Miguel,como esta criatura escalou o H? sim, porque creio deve ter subido senão era só um tombinho de nada...
Você sabe os detalhes?
PS: a curiosidade matou o gato e a raquel também

Miguel Andrade disse...

Nivaldo! Bacana, pq nunca se tem verdadeira noção da distância ou tamanho vendo-as na TV e em fotos.

Raquel, você é a segunda pessoa que me perguntou isso. E ela foi pra lá toda bonitinha, maquiada, salto alto. Creio que antes, a parte detrás não era maciço. Devia ser tipo uma armação. Mmmmmm ... Nivaldo, as letras são maciças? Tridimensionais?

Nivaldo disse...

Oi Miguel, respondendo sua pergunta:

As letras não são tão grandes como se imagina. Devem ter uns 15 metros de altura, no máximo. E sim, são largas, o sufuiciente para alguém sentar, ficar em pé, etc, no alto de cada uma delas.

Elas (as letras) são sustentadas por uma espécie de grade na parte de trás, tudo feito de ferro (eu acho). Acredito que a morte da Peg Entwistle não tenha sido exatamente por conta do salto. Ela deve ter rolado montanha abaixo, porque, vamos combinar, pular de uma altura de uns 15 metros no máximo deixa um braço, uma perna ou alguns dentes quebrados.

O problema é que alí é uma espécie de penhasco e o letreiro fica numa parte quase plana há alguns metros do topo da montanha. Quando a gata saltou, deve ter deslizado, rolado entre as pedras e árvores da montanha (Mount Lee) que é bem altinha e se estabacou lá em baixo (eu suponho).

Os visitantes só conseguem chegar no alto da montanha, por uma estrada que vem pór trás (Mullholand Highway) e ficam bem acima do letreiro (numa espécie de mirante). Uma cerca de proteção impede que qualquer um desca até lá. E tem mais um detalhe: é preciso uma autorização especial para chegar até lá em cima. No nosso caso, como éramos estudantes em uma excursão, os organizadores conseguiram uma autorização com o LAPD. Não sei se este tipo de liberação é dada a quem vai lá só.

Ah, e também já se passaram mais de 20 anos "since I've been there" e como nós sabemos "things has changed", e depois de 11 de Setembro, qualquer ícone americano é cercado de muita segurança, néah?

Um abração

Miguel Andrade disse...

Nivaldo, bem acho que está respondido! rs Obrigado!

Raquel disse...

Obrigada, Miguel e Nivaldo!

Miguel Andrade disse...

Raquel, de nada! rs

Related Posts with Thumbnails