sexta-feira, 21 de agosto de 2015

10 razões que fazem Supergirl um filme mais legal do que dizem

A prima do Superman depois do filme de 1984 pode assumir a fama de ovelha negra da família.  Muito alardeado, Supergirl (de Jeannot Szwarc) custou 35 milhões de dólares, arrecadou apenas 13.600 milhões e colecionou desafetos.

Isso porque, o parente de Kripton dela era o super-herói dos quadrinhos mais famoso da época após o filme dirigido por Richard Donner em 1978. Mas é um filme tão ruim assim? Sim é!

Ou melhor, pode ser, longo pra caramba (Nos cinemas dos Estados Unidos foi exibido uma versão bem menor), com um roteiro que o tempo todo tenta requentar o filme de 78. Mas há muitos momentos que justificam um certo carinho por Supergirl.

1 – Os créditos iniciais
Vamos começar do começo! Faz parte das campanhas de marketing do cinema norte americano inflar cifras, mas divulgaram que só os créditos iniciais custou 1 milhão de dólares (não corrigidos).

Mesmo valor gasto no clipe Thriller de Michael Jackson dois anos antes. Só que ao contrário de Thriller, nada mais é do que umas letras chanfradas andando pra cá e pra lá conforme você confere no player abaixo ou clicando aqui.

Pois é! Hoje em dia qualquer moleque mais habilidoso faz isso aí na sala de casa usando o laptop do papai.

2 – Incrível Hulk
Logo no começo a roommate masculinizada aparece lendo um gibi do Hulk. Como sabemos, Hulk é personagem da Marvel, concorrente da DC que é dona do personagem principal do filme.

Marvel/DC quem se importa? Este filme é a favor da paz mundial inclusive entre conglomerados de mídia.

3 – "Participação" de Christopher Reeve
Reeve não pode filmar sua participação. Para não ficar de fora incluíram um poster gigante no quarto das meninas e algumas linhas de texto a respeito do herói. Não é a mesma coisa?

4 – Helen Slater
Uma completa desconhecida conquistou o papel principal, isso porque cogitaram nomes célebres como Melanie Griffith e Brook Shields. Bonitinha, docinha, num papel muito chatinho.

Não parou de trabalhar após o fiasco, focando a carreira em séries de TV. Uma das últimas coisas mais relevantes onde apareceu foi em Smalville, como a mãe kriptoniana de Clark.

Este ano (2015) deu as caras no piloto da nova série Supergirl. Kripton está mesmo no mapa astral desta moça.

5 - Faye Dunaway
Uma super atriz no papel da super vilã Selena. Faye Dunaway, pobrezinha, conquistaria sua quarta indicação ao Framboesa Dourada como pior atriz do ano, havendo saído “vitoriosa” em 1982 por Mamãezinha Querida (Mommie Dearest, 1981 de Frank Perry)!

6 – Efeitos especiais pouco especiais
Começa logo com um chroma-key vazado, com as bordas azuladas o que estamos acostumados a ver em produções pra TV do tipo Chaves.

Sabe antes dos efeitos digitais como ficávamos tentando adivinhar o jeito que coisas como voos de personagens eram feitos? Com Supergirl isso não existe, já que os cabos de aço para sustentar a atriz são visíveis muitas vezes.
E não apenas isso. Chegamos a ver o guindaste (onde os cabos estavam amarrados) refletido, assim como sua sombra.  

7 –  Figurinos carnavalescos
Selena, a vilã, desfila alguns dos mais estrambólicos figurinos já filmados misturando 80's com um estilo retrô anos 40 ou coisa que o valha. Não ficando de fora nem um traje para tendências S&M.

Chegaram a lançar uma coleção de paper dolls com seus trajes. Confira clicando aqui.

8 – Peter O'Toole
Não tem Marlon Brando em Kripton, vai de Peter O’toole. No planetinha prestes a explodir ainda vivia Mia Farrow.

9 – Briguinha por macho
Além de bruxa, Selena é ninfomaníaca e não se faz de rogada em aplicar seus feitiços para conquistar garotões. Nem de dar um mágico boa noite cinderela no mesmo.

Muitos vilões querem conquistar o mundo, mas o que parece que a move em primeiro plano é a disputa do interesse amoroso da Supergirl. Prioridades, não é mesmo?

10 – Girl Power
Muito discutido nesse filme, mas ainda não é lá tão comum vermos no cinema de ação moças salvando rapazes. E ela tem a oportunidade de fazer isso umas três ou quatro vezes durante toda a história.

A primeira imagem é um oferecimento Vintag.es

3 comentários:

Anônimo disse...

Helen, apesar do sobrenome, não e irma de Christian Slater. Lembro me do superhit da sessão da tarde: A lenda de Billie Jean, em que ambos estrelaram. Bons tempos, rs...

Miguel Andrade disse...

Tem razão. Valeu! Vou arrumar no post.

Igres Leandro disse...

Hahah. Por algum motivo, tenho um carinho por esse filme, tanto que tenho até uma cópia em DVD daquelas distribuidoras meio duvidosas. Uma lembrança muito forte que eu tinha era quando a Super Girl era enviada pra um planeta e quase morria em uma espécie de lama movediça.

Related Posts with Thumbnails