sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Quando a falha é de propósito

Era com certo orgulho que Billy Wilder contava ter cometido propositadamente erro de lógica em um de seus filmes e ninguém notou, ou comentou. Em Pacto de Sangue (Double Indemnity, 1944) aparece uma porta que se abre para fora!

Tanto em 2013 quanto em 1944 isso não faz sentido, mas serviu para a cena que ele criou ter mais tensão. Além de que, não haveria outro jeito de Phyllis (Barbara Stanwyck) se esconder num corredor de prédio e ser enquadrada pela câmera ao mesmo tempo que os outros personagens.

E conhecido pelas citações aos clássicos Hollywoodianos no que faz na TV, Silvio de Abreu cometeu o mesmo “erro” na minissérie com toques noir Boca do Lixo. Em 1990 foia vez de Silvia Pfeifer se esconder atrás da porta mágica.

Aí no caso dificilmente alguém pararia pra pensar que tem algo fora do normal. Entre tantas coisas absurdas nos treme-tremes do centrão de São Paulo, o de menos seriam dobradiças postas no lugar errado.

Veja também:
Boca do Lixo de Silvio de Abreu
A peruca da discórdia

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails