quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Sentinela da TV: 666 Park Avenue

Das poucas certezas que temos nesta vida: Nenhuma série de TV faz sucesso sem gerar imediatamente outras tantas parecidas. American Horror Story é evidente primo próximo deste 666 Park Avenue.

A trama (parecida) gira em torno de um jovem casal que na cidade grande consegue emprego como zelador em misterioso prédio. Eles ainda não sabem, mas cada um dos moradores fez um pacto com o Coisa Ruim para conseguirem concretizar seus sonhos.

O elenco conta com os rostos conhecidos de Terry O'Quinn, o Locke de Lost e Vanessa Williams, a Wilhelmina de Ungly Betty. A loira protagonista nos deixa com a pulga atrás da orelha: De onde eu a conhece?

Era uma das Charlie’s Angels na malfadada versão recente do seriado. Se este também for pro vinagre, já sabemos o pé frio de quem culpar.

Pelo menos no piloto 666 Park Avenue foi um espetáculo belíssimo de se ver. Trilha sonora, fotografia, figurinos, climas, tudo, tudo com um esmero fantástico!

A apresentação dos personagens foi bem engendrada, não dando espaço para que dê a sensação de que estamos perdidos por ser um piloto. Apontou para incansáveis futuros ganchos, pena que a boa maioria cheire a cliché do gênero terror.

Boa parte deles apontando para O Bebê de Rosemary (Rosemary’s Baby, 1968 de Roman Polansky), de cenários ao desenvolvimento da trama principal. Se rolar uma grávida de satã (e o toque erótico realmente dá a entender isso), será ainda American Horror Story muito descarado.

E o ponto mais fraco é justo o terror. Todas as mortes são óbvias, inverossímeis, feitas através de efeitos digitais, limpinhas demais, o que é uma falha gravíssima.

Numa das mortes, por exemplo, o cara acertou as contas com o Tinhoso sendo sugado através da parede. E fim! Ficou devendo em sangue, fantasmas endiabrados ou cadáveres pútridos.

[Ouvindo: Happy days - Bear]

5 comentários:

Rubens Rodrigues disse...

O piloto de 666 foi uma boa surpresa, já que eu não esperava nada da série. E o elenco é uma beleza de se ver. Eu já tava sentindo falta da Rachael Taylor fora da telinha.

Rubens Rodrigues disse...

O piloto de 666 foi uma boa surpresa, já que eu não esperava nada da série. E o elenco é uma beleza de se ver. Eu já tava sentindo falta da Rachael Taylor fora da telinha.

Miguel Andrade disse...

Rubens, agora já vi o segundo. Não é ruim mesmo.

Achei que essa moça até que engatou rápido um trampo no outro.

Rubens Rodrigues disse...

É que ela tem contrato com a ABC desde Grey's Anatomy, se não me engano. Eles não iam deixá-la sem trabalhar por muito tempo. rs

Miguel Andrade disse...

Rubens, nossa! E eu nunca tinha ouvido falar!

Related Posts with Thumbnails