terça-feira, 25 de outubro de 2011

Gatinhos e passarinhos

The Canary Murder Case, 1929 de Malcolm St. Clair, Frank Tuttle

Todos a Bordo (All a Bir-r-r-rd, 1950 de Friz Freleng)

Batman, O Retorno (Batman Returns, 1992 de Tim Burton)

Pela quantidade de pássaros que salvo das garras da patota aqui de casa, não deve haver bicho mais burro que as aves! Não sei como gatos ainda acham graça numa coisa tão fácil.

Morro de pena (!!!) dos animaizinhos, mas sei que é do instinto felino. Vivo com pequenos assassinos por natureza.

Ralho, tento socorrer, mas invariavelmente é inútil. Quando eles aparecem aqui orgulhosos com o brinde na boca já é tarde.

Ainda ei de ter a oportunidade de lhes dar um fim a lá Cinderela Baiana: “Vai passarinho! Você como as crianças também *engasgadinha* têm direito à liberdade”.

O poster é um oferecimento Senses Working Overtime

[Ouvindo: Ti femme ta la – Léona Gabriel]

10 comentários:

Refer disse...

Gatos são os maiores, os mais implacáveis predadores. Tiro dessa conta o meu Bartosinho, que é meu gato e meu alter ego. Bartolomeu é o gato mais cool que já vi — ele tem medo de beija-flor!

Miguel Andrade disse...

Refer, Bartosinho é como meu Vincent. Um gentleman.

Mas não resiste ao sassarico quando as garotas trazem passarinho pra casa.

Lila disse...

Maldosa mesmo é minha janela quando está fechada o passarinho vem lindo e faceiro voando e cataploft no vidro!! Tadinhos!!Já foram muitos assim pro céu dos passarinhos, onde afirmo não há gatos,nem janelas de vidro!!!

Sobre o filme "cinderela Baiana" a maior vergonha de Lázaro Ramos. O que a pessoa não faz no começo ( e no fim) de carreira.kkk

Miguel Andrade disse...

Lila, não disse que passarinhos são muito "DÃAA"?

Daniel Tavernaro disse...

Sempre tive pavor de gatos, não sei gostar daquele bicho. Se vou visitar alguém que o tenha, já fico encarando, pedindo ao bicho para que não se aproxime... Admito que, quando criança, já até joguei um gato longe, segurando-o com as duas mãos. (ok, não façam terrorismo, só fiz uma vez e há muitos anos atrás, rs).

Em compensação...adoro cães e peixes. Tem um de cada. Mas tenho limites: nada de minha cadela dormir comigo, ficar me lambendo e tal.

Sobre as aves.... Olha, só considero as comestíveis, rs. ad que cantam pouco me excitam. E ainda são burras pacas: minha cachorra vive com pardais na boca, (eca!)!

Miguel Andrade disse...

Daniel, gatos são o máximo. Preconceito teu!

Mahal disse...

Quando meu querido Ozzy ainda era vivo, tivemos um casal de canários. O gato nem ligava pra eles, por incrível que pareça. Infelizmente havia uma coruja nas redondezas, matou um dos canários e o outro morreu de tristeza (isso EXISTE,viu gnt?) e depois disso eu pedi pro povo aqui em casa nunca mais arrumar passarinho.


eu nem tento mais salvar nada do instinto do Boris. quem trava agora essa batalha é a minha mãe. qdo ele pega uma cigarra, ela não sabe se salva a bichinha ou vence o nojinho que tem delas.

Miguel Andrade disse...

Mahal, não consigo ver graça em pássaro! Ainda mais engaiolados!

Sei lá... Tenho até um pouco de medo.

Mahal disse...

eu adoro pássaros, mas não engaiolados.

Miguel Andrade disse...

Mahal, passaras fazendo algazarra quando o dia está amanhecendo e eu sem conseguir dormir me irritam mais do que formigas.

Related Posts with Thumbnails