segunda-feira, 6 de junho de 2011

Linha de tempo: Para onde caminham os macacos?

Como às vezes é melhor desenhar do que explicar, fiz este gráfico com a linha de tempo sobre a cine série O Planeta dos Macacos (Planet of the Apes). Isso após assistir ao trailer de Rise of the Planet of the Apes (2011 de Rupert Wyatt).

A nova (de novo?) tentativa da Fox em ressuscitar uma de suas franquias mais bem sucedidas de todos os tempos. Pior do aquela nódoa na filmografia de Tim Burton de 2001, este põe por terra toda e qualquer aprofundamento existentes nos filmes originais.

Pelo trailer, super explicativo (assista clicando aqui), eles partirão por dar um sentido lógico a um planeta dominado por macacos. Sentido lógico!

O cinema hollywoodiano nunca fez tanta bobagem infantilóide com esse tal “sentido lógico”. Vide os super-heróis dos quadrinhos que fincaram as garras (eternamente?) na tela grande sempre trocando a fantasia por um ridículo realismo.

No caso dos Apes, se é um reboot, começa mal, matando a graça dos cinco filmes formarem um circulo temporal. Como dá pra observar no gráfico acima, os acontecimentos de cada sequencia desembocam no primeiro, de 1969.

O erro do de 2011 é colocar o messias Cesar (Caeser) como fruto de alteração genética, que seguirá uma ordem cronológica linear. Como saga sobre viagens no tempo boa parte do encantamento já começa perdido!

Claro que a evolução rápida dos símios em Conquista do Planeta dos Macacos (Conquest of the Planet of the Apes, 1972) e A Batalha do Planeta dos Macacos (Battle for the Planet of the Apes, 1973 ambos de J. Lee Thompson) soa estranha. Mas Hollywood precisa voltar a apostar na imaginação e raciocínio da plateia!

Estou sendo ingênuo em usar as palavras “Hollywood” e “apostar” na mesma frase. O público de hoje é aquele que acredita saber tudo sobre tudo, não gosta que este seu (suposto) encanto pessoal seja quebrado, por tanto, teme qualquer possibilidade de ter que refletir, muito mais em se tratando de entretenimento.

Rise of the Planet of the Apes será uma destas produções claras e simples para gente mimada assim. Que inclusive, graças à habilidosa campanha de marketing, engolirá facilmente macacos digitais muito mal feitos!

O trailer tem esse outro porém! Os chipanzés são de fazer até os figurantes da saga original (que usavam apenas máscaras fixas) ruborizarem de vergonha.

[Ouvindo: He Lied - Renee Raff]

34 comentários:

Vinicius disse...

Nossa Miguel, excelente texto. Muitas vezes acho que o publico nao da o devido valor a blogs autorais como o seu. Eu mesmo, sempre leio via Rss, e esqueco de comentar. Sobre o texto, me deixa deprimido essa pasteurizacao dos anos 2000 no cinema, onde o espaco para o cinema autoral eh praticamente inexistente, e exercitos se reunem para ver filmes tipicamente baseados nos roteiros de Campbell. Simplesmente lamentavel.(Desculpem, mas meu computador s'o usa acentos quando lhe agrada)

Miguel Andrade disse...

Vinicius, obrigado. Mas quanto ao "devido valor" acho natural e de certa forma um alívio. Seria sinal de que eu estava fazendo algo de muito errado. rs

No cinema, só me canso do simplismo, da obviedade, etc. Pode ser comercialzão, mas que não me trate como estúpido.

DAVI VALLERIO disse...

Nao sei ainda como nao fizeram um remake com SENTIDO LOGICO com aquele filme do Emilio Estevez que todos os caminhoes e os eletrodomesticos resolvem matar todo mundo.Ja pensou uns ipads malvados?

Miguel Andrade disse...

Davis, isso lógico e realista seria um espetáculo de filme! Hahaha

Ricardo A.M. disse...

Depois de alguma briga, consegui assistir o trailer. Em primeiro lugar: tiraram todo o clima pós-apocalíptico das produções anteriores, mesmo depois dos bichos soltos.

Segundo lugar: os macacos pulando me pareceram tão falsos quanto nos dois Hulks (principalmente o primeiro). E aí já é meio caminho andado pra eu não comprar a idéia.

Terceiro lugar: o trailer me soou como um misto de filme pornô de quinta categoria com filme C de terror.

E quarto: CARAMBA, a saga original não fechava todas as pontas? PRA QUE TENTAR ENFIAR UMA HISTÓRIA ALTERNATIVA NO MEIO? Tenho os 5 em DVD, e apesar de gostar mais do primeiro, é bacana justamente isso, você ir vendo como tudo se encaixa.

Daqui a pouco, se bobear, os filmes de Bollywood estarão tendo mais qualidade.

Miguel Andrade disse...

Ricardo, eles poderiam refilmar mesmo os originais. O erro daquele de 2001 é justamente simplificar muito o primeiro.

Resultou num monte de gente correndo em cena até chegar o final espalhafatoso...

VitorM disse...

Cara adorei o texto, creio eu que foi uma idéia genial esse "Origem" pois explica "o final", de como uma sociedade evoluida caiu diante de uma "revolução" [spoiler] Sem nenhum conflito entre as partes, só na cena da ponte... após isso apenas uma doença que destrói o homem, e um espaço entre-aberto coloca os simios no topo. Sem nenhum conflito.

Pra quem pensava em viagem no tempo, ou outro universo paralelo... transformou em realista toda a história.

Toda a sociedade evoluida se tranformou em ignorante e fraca, fazendo assim que com o tempo fosse necessario escraviza-la ja que a atual tbm estava em estagio tribal... Quando os simios se tornaram inteligentes o suficiente o "homem" se tornou meio de pesquisa...

Toda a série é perfeita, e sim estou incluindo esse filme. Que explica de forma inteligente um processo de evolução e decadencia.

acessa meu site tbm http://patineteprateado.com obrigado

Miguel Andrade disse...

Vitor, mas esse é o problema dos filmes recentes. Precisam sempre explicar tudo, serem realistas.

Sobra pouco espaço pra nossa imaginação.

Não vi o novo, mas estou com certa preguiça exatamente por ser "origem" de algo que já está explicado na série.

Anônimo disse...

nao concordo soh com a parte dos macacos mal feitos digitalmente...achei mto bem feito o filme como um todo...
faça melhor os efeitos visuais então...

Miguel Andrade disse...

Anônimo, ei! Eu não ganho o que eles ganham pra fazer melhor! rs

Blackthorne disse...

Este é o problema de ser fazer uma crítica antes mesmo de se ver o filme: acaba quebrando a cara!
O novo filme é muito bom! Explora de maneira nova todas as possibilidades criadas nos filmes originais, sem cair na mesmice do "eu já sabia". E dizer que "Os chipanzés são de fazer até os figurantes da saga original (que usavam apenas máscaras fixas) ruborizarem de vergonha." foi o maior fail de todos, uma vez que ficaram realisticamente perfeitos e tendo o "personagem" principal (o mesmo que fez o gollum do Senhor dos Anéis) usando apenas maquiagem, numa interpretação tão animalesca e humana ao mesmo tempo que deveriam criar uma premiação de oscar especial apenas pelo seu trabalho.
Sugiro que veja o filme e engule em silêncio suas palavras. Verá que "gente simples e mimada" são justamente os que criticam baseados em preconceitos idiotas.

Miguel Andrade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miguel Andrade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miguel Andrade disse...

Blackthorne, ai meu deus! Outro que não leu o post inteiro e chega nos comentários de um blog dando patada...

Isso sim é fail, tomar uma opinião de terceiros sobre um assunto qualquer como se fosse ofensa pessoal ...

Amigo, leia o texto (inteiro!) e repare que não escrevi uma crítica ao filme, e sim comentei o projeto. Não sou pretensioso pra me achar crítico de cinema, sou apenas um fã da saga original que não viu graça no trailer, isso é claro no post.

Mas enfim, pelo tom agressivo e por ter sitado Senhor dos Aneis como grande coisa acho que não preciso dizer mais nada.

PS: Suas palavras parecem retiradas de uma propaganda de filme: "numa interpretação tão animalesca e humana"

Eita! rs

Miguel Andrade disse...

*** Por favor, comentem apenas pessoas que leram o texto, compreenderam (concordando ou não), que gostem de cinema de verdade e que não sejam desses molequinhos que caem facilmente em qualquer truque de marketing de Hollywood ***

VOCÊ É BEM VINDO PARA DEIXAR SUA OPINIÃO, MAS SEJA UMA PESSOA EDUCADA

Danilo Zanella disse...

Macaquinhos do cinema eu prefiro aquele que joga hóquei.

Raul disse...

corrigindo o Miguel: Citado*

Miguel Andrade disse...

Danilo, a série original é muito boa. Esse novo pode até ser, mas pelo nível dos que o estão defendendo começo a duvidar mais ainda.

Tá parecendo opinião de gente que por falta de conhecimento se impressiona com qualquer porcariazinha. Enfim, eu previ isso quando escrevi o texto.

Gustavo disse...

Cara eu achei o filme muito bom, mudou algumas coisa sim, mas o filme esta muito bem feito em tudo.

Marcos disse...

Achava que esse filme seria uma bomba, mas assisti, e ele é realmente muito bom. Você que escreveu o texto deveria ao menos assistir o filme, por que não faz sentido algum você falar mal de uma produção que você próprio não viu.

Rodrigo disse...

Achei um bom filme... mas sempre que se fizerem um filme baseado em qqer coisa q já exista sempre vai gerar discussão!!! tentei assistir aos antigos antes de ver esse e não aguentei.. achei muito chato!! tirando a idéia q cada filme defende.. cada um é bom na sua época!!! e planeta dos macacos(original) não passa na regra dos 15.. kem é nerd sabe do q eu to falando!!!!

Miguel Andrade disse...

Raul, valeu! :D

Marcos, não faz sentido alguém comentar um post sem ter lido ele antes. Isto não é uma crítica ao filme.

Rodrigo, os filmes originais pertencem aquela época, mas suas mensagens são atuais.

Claro que não têm explosões, ratatá, pá pum, pq a platéia e o cinema eram outros.

Não acho que o novo por ser novo é necessariamente ruim. Apenas não se encaixa em todo o esquema dos símios.

E que mania enfadonha de reboot e remake em tudo. Sempre gerando produtos muito mais simplificados, óbvios e explicativos.

Se não for fácil o povão torce o nariz, não entende e fala mal, sem esforço mínimo. Tempos tristes estes.

Gabriel disse...

Eu acho que você está é com medo de achar uma coisa nova mais legal do que o que já passou...como você disse, use a sua imaginação pra entender como esse filme se encaixa na série.
Se existem vários filmes falando de diversas "fases" dos planetas dos macacos então ai sim é que não precisa se pensar. Basta assistir e pronto, já se sabe tudo.
Esse novo filme veio trazer uma nova atmosfera pro planeta dos macacos. Fazer com que seja uma coisa que as pessoas achem possivel, ou seja, transmitir o medo de que algum dia isso possa acontecer.
Simplesmente aparecer e pronto é legal, mas não passa a emoção de pensar que um dia você podera sentir o medo de ter seu mundo tomado por macacos.

Temos que entender que esse negócio de "apenas entretenimento" dos filmes já passaram, o filme agora tem que te fazer pensar, questionar se pode ser real ou não, por isso tantos "Origens".

Gustavo Leles disse...

Cara, o filme é bom, tem um roteiro muito agradável, que em certos momentos acaba com qualquer necessidade de diálogos, e o filme ainda assim é genial.

Os macacos feitos digitalmente são sim muito bem feitos, combinado com a ótima atuação de Andy Serkis, que parece que se especializou em viver personagens feitos em CGI. O que fica estranho em certo ponto é o fato de o chimpanzé ter sido tão bem feito, mas ter feições humanas. O filme trabalha muito bem os contrastes, a cada cena você os ve cada vez mais explícitos, e tem uma bela mensagem de "não mexe com a natureza que ela pode se revoltar". Enfim, um filme que vale a pena assistir, que faz esquecer o filme de 2001 e que com certeza foge dos ultimos fiascos que temos visto em Hollywood por aí.

Grande Abraço.

Miguel Andrade disse...

Gabriel, medo nenhum, hahahaha! Esse post é sobre o projeto, anterior ao lançamento desse filme.

Comento o quão interessante é a saga 70's e pergunto sobre a possibilidade do recente se encaixar ali. Simples assim.

O grande problema é que as plateias de agora assistem dois ou três filmes na vida e saem se achando cinéfilas, críticas de cinema. Então, sem base para comparar se impressionam com qualquer coisinha.

Nunca o mercado foi tão dominado pelo que vem dos EUA, nunca tanta coisa simplista foi chamada de "ótimo", "maravilhosa".

Tudo precisa de "origem" pra poupar o público de pensar. Pra alcançar um número gigantesco de bilheteria tem que ser mastigado, explícito.

Seguindo a lógica óbvia de que inteligência é coisa rara nesse mundo. Uma indústria como a dos Estúdios Americanos nem pensaria em alcançar essa diminuta parcela da humanidade.

Curiosamente os que se sentem pessoalmente (???) ofendidos por este post não o leram, ou se o leram, não tiveram a capacidade de interpretar o texto...

Vou ver esse filme, sem dúvida, mas o cinema é uma arte com mais de um século. Há coisas sensacionais que foram feitas em todas essas décadas que preciso ver antes. E se mais gente pensasse assim, veriam que esse filminhos não são tão sensacionais assim.

A vida é curta. Não tenho pressa pra fazer parte dos números da distribuidora.

Gosto de blockbusters, filmes descartáveis, mas aí a defendê-los religiosamente pelo que ditam as campanhas de marketing é outra coisa. Posso ser tudo menos zumbi comandado pela publicidade.

E é pra gente livre que existem blogs pessoais como este. Não entra jabaculê e é dito o que seu dono pensa.

:D

Miguel Andrade disse...

Gustavo, opa! Sua opinião me deu vontade de assistir.

No trailer achei bem mal feitinhos mesmo. Estamos em 2011, com a tecnologia tinindo, não consigo engolir qualquer coisa.

Outro abraço!

Profª JAQUELINE C. BUENO disse...

eu não entendi nada...nem no primeiro nem no ultimo ...não vejo conexão alguma ..cada um é uma história diferente ....mas enfim o filme é bem dramático (chega a ser romantico) demais!!!

Parabens pelo blog !!!
tudo de bom e sucesso
jacbueno.com

Miguel Andrade disse...

Profª Jaqueline, gosto muito desses filmes. Vi algumas vezes todos! rs

E obrigado pelo carinho. Tudo de bom e sucesso pra você também.

Paulo Augustinho disse...

Eu assisti o filme e achei muito bom, e particularmente eu gosto de filmes que tendem a ser realistas e verossímeis, talvez seja uma característica de pessoas mais racionais.
Dos filmes antigos apenas o primeiro é digno de nota, tanto é verdade que a partir do segundo filme foi apenas interesse comercial, os orçamentos foram diminuindo junto com a qualidade, e a origem contada nos anos 70 é absurda demais, ou seja, que os macacos, apenas convivendo com os humanos por vinte anos evoluiria o equivalente a milhões de anos.
Ah, com exceção do primeiro e deste de 2011, esqueçam os demais, principalmente o segundo, que está abaixo da crítica.

Miguel Andrade disse...

Pedro Agostinho, infelizmente os filmes originais são marcados pela época em que foram produzidos como a falta de desenhos animados computadorizados, explosões, gritaria e efeitos sonoros ensurdecedores. São apenas pra quem se permite ir além.

Não é ruim (ou ilógico) a insistência do estúdio em refazer nada. Só é estranho não haver mais espaço pra imaginação nem no cinema.

O povo de agora exige realidade da fantasia mas encara com fantasia a sua própria realidade. Vivemos no meio de uma gente bem esquisita...

Filipe MacLeod disse...

O mais importante de tudo é que o que vale é o que cada um pensa. Já ouvi ótimas críticas ao filme novo e também análises mais profundas dos filmes clássicos em que são apontadas diversas falhas, e ao ler a sua crítica, vejo que em qualquer situação sempre haverá dois lados, os que gostam e os que não gostam.
Eu gostei muito desse filme e achei sim que ele fez muita ligação com o primeiro (e único que presta) filma da saga original. Mas novamente, essa é a minha opinião. Excelente post, e acho que esse tipo de discussão sim deve existir, de forma saudável lógico. excelente post, e que venham mais críticas, pois ultimamente o cinema só vive de remakes e re-origens...
Parabéns!

Miguel Andrade disse...

Filipe, concordo plenamente com tudo. Acho uma delícia poder debater um assunto que a gente gosta tanto.

Só corrijo de que sou crítico. Teria que comer muito feijão com arroz pra ser um. A modéstia não me permite! :D

Abraço e obrigado.

Anônimo disse...

É deprimente ver alguém que se julga detentor de conhecimentos cinematográficos e não ter alguma compreensão sobre novas linhas imaginativas para viagens temporais.
Sem falar que acha as criaturas criadas com captura de movimento de certa forma 'ridículas'.
Tente aprender alguma coisa antes prosseguir com qualquer tentativa de critica.

Miguel Andrade disse...

Anônimo, é deprimente quem deixa comentários agressivos em blogs de forma ANÔNIMA!

É deprimente quem comenta um post sem ter lido!

Mais deprimente ainda se leu, pq é daqueles semi alfabetizados. Sabe juntar as letrinhas mas não consegue interpretar um texto.

Dessa forma, achei seu comentário bastante pertinente. *Risos*

Related Posts with Thumbnails