segunda-feira, 13 de junho de 2011

Grandes anseios da humanidade

A partir de agora, cada vez que eu ouvir “Mas estava na Veja”, “Pois é! Li na Folha”, “Na Piauí disseram o contrário”, como forma de legitimar qualquer coisa, vou me lembrar da revista Dare. No mundo fabuloso no qual existia a revista Dare.

No mundo onde existe sexo com hipnose e a Suprema Corte Americana pode discutir a legalidade dos peitos da Jayne Mansfield... Atenção ao temor num possível filho ilegítimo de Hitler, legitimado na crença de que filho de peixe peixinho é?

De todos os temas abordados, pelo menos as dúvidas sobre homossexualidade continuam valendo. Isso levando em conta tantas bobagens que têm sido ditas ultimamente a respeito sobre algo tão corriqueiro e banal, presente entre a humanidade desde priscas eras.

Não li esta edição além da capa, mas o lance do flúor ter merecido chamadinha imagino que seja pela teoria conspiratória sobre o governo americano usar o composto para fins de manipulação das massas. Já li alguma coisa a respeito!

E não foi na Veja, Folha, nem tão pouco na Piauí. O que é uma pena...

A capa é um oferecimento Dougsplotation

[Ouvindo: Me Japanese Boy (I Love You) - Liz Damon with the Orient Express]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails