quarta-feira, 4 de maio de 2011

Prece a uma estrela

Quem perdeu um ente querido recentemente talvez perceba brilho a mais em Direito de Amar (A Single Man, 2009 de Tom Ford). Retrata bem aquela terrível sensação diária e ininterrupta de caminhar sobre um mezanino de vidro...

Chorei mais do que ouvi falar que era pra chorar. Pena que o roteiro caminha por um emaranhado que não consegue dar em nada, desembocando num final tonto como única saída não previsível.

Simpático podermos encontrar elementos de Pinóquio como a fada azul, grilo falante, a raposa, a busca pela humanização... E isso é outro ponto pra se acreditar que poderia ter sido tão melhor.

[Ouvindo: The Magnetic Theme - Korla Pandit]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails