segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Figuraça até o fim!

E a notícia de que Zsa Zsa Gabor reagiu com bom humor ao saber que teria que amputar uma perna? Isso segundo seu nono marido.

Teria dito algo como “vou morrer mesmo”. Olha que ultimamente, esbanjando saúde até onde sei, tenho dito isso pra tudo.

Um dos motivos pra eu nunca mais ter ido ao Subway é ter que decidir em pouquíssimos segundos se é com azeitona ou champignon... Com fome e uma fila crescente atrás e ainda ter que tomar decisões!!!

Deveria ter a opção Zsa Zsa: “Vamos morrer mesmo”. Moça, tem opção “Tanto faz”?

E que difícil procurar fotos dela no Google sem esbarrar numas imagens horrorosas dela toda debilitada, amarrada numa cama. Espíritos de porco, só pode!

93 anos, viveu lindamente como bem quis rodeada de jóias, poodles e maridos endinheirados. Qual a graça de divulgar estrelas todas esbugalhadas pelo tempo?

Sem falar que um dos méritos (básicos) do cinema é imortalizar belezas. Coisa que que essa gente triste que chafurda em tais imagens provavelmente nasceu e morrerá sem jamais usufruir.

A imagem maior é um oferecimento jsalvatore007

[Ouvindo: Ana no wa Makkuro ke – Pearl Kyoudai]

8 comentários:

Leticia disse...

Boa, Miguel!

A velhice/decrepitude faz parte da vida de todo - eu disse TODO - mundo, e deveria merecer um tratamento mais civilizado de quem se diz humano.

Pior do que estrelas velhas que viveram seus dias de glamour são pessoas velhas que NÃO tiveram contato com qualquer glamour a não ser olhando páginas de revista.


Verif. palavras: Carail

Miguel Andrade disse...

Letícia, talvez aí esteja a graça de apontar a velhice alheia. Só digo uma coisa: E daí?

Moyses Ferreira disse...

A Susana Vieira disse uma vez (acho que foi ela): O público nos ama e nos odeia ao mesmo tempo. Algo assim... Concordo com ela!!!

Me divirto muito com essas fotos grotescas, e até me emociono vendo a decadência dos famosos. Pq se for anônimo não tem graça!!! Eles não são humanos, e foram feitos pra isso mesmo. Serem amados e odiados!!!

Miguel Andrade disse...

Moyses, são de carne e osso. Não concordo de forma alguma.

Aliás, odiar famoso é coisa de gente infeliz. Não saiu de moda a máxima de não fazer com os outros o que não gostaríamos que fizessem conosco.

Leticia disse...

De famosos, eu só compreendo que se tenha simpatia, certa admiração ou antipatia. Mas de longe, né?

Amar demais ou odiar um ser com quem você não tem contato pessoal algum, não creio que esteja dentro da normalidade.

Miguel Andrade disse...

Letícia, não é saudavel mesmo! E de lixinhos atuais da TV, então?

Nem consigo compreender!

Leticia disse...

É a solidão emocional, amigo...

Miguel Andrade disse...

Letícia, certeza!

Related Posts with Thumbnails