quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

R.I.P. Blake Edwards

Faleceu hoje (16), Blake Edwards. Cineasta, escritor e produtor norte-americano, estava com 88 anos.

Um dos casos raros em Hollywood em que o artista consegue manter seu estilo, embora trabalhando sob normas rígidas dos estúdios. Seu auge foi na década de 60 com comédias em tons pastel, com trilha sonora de Henry Mancini.

Não dá para dissociar seu nome do de Peter Sellers, ator com que trabalhou na cine-série A Pantera Cor De Rosa e em Um Convidado Bem trapalhão (The Party, 1968). Outro trabalho marcante foi Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, 1961).

Impregnou com seu jeito a adaptação do romance barra pesada de Truman Capote, o que poderia ter gerado polêmica. Ao contrário, conseguiu um clássico que ajudou a imortalizar sua protagonista Audrey Hepburn.

Deixa viúva a atriz Julie Andrews, com quem estava casado desde 1969. Dirigiu a esposa em Victor ou Vitória de 1982, sua espantosa única indicação ao Oscar.

A Academia o agraciou com um prêmio honorário em 2004, num dos momentos mais engraçados da cerimônia de todos os tempos. Típico de seus filmes, apareceu no palco todo engessado até que cadeira de rodas ficou descontrolada e foi de encontro ao cenário!

[Ouvindo: Klump Thump – Teddy Lasry]

8 comentários:

Luiz Alberto disse...

Nesse mundo ninguém é insubstituível, mas existem exceções...

Grande Blake Edwards, jamais haverá outro igual.

Miguel Andrade disse...

Luiz, minha mãe sempre me disse isso. De que ninguém é insubstituível.

Sempre achei exatamente o contrário.

DAVI VALLERIO disse...

AMO AMO AMO The Party,mas preciso confesar,morro de vergonha,mas acho essa Bonequinha de Luxo uma chata...preferia mil vezes que fosse a Marilyn,como disseram que ia pra ser...Audrey de garota de programa,com aquela magreza e roupinhas elegantes e o tal negocio...funciona mais pra bixa gostar do que propriamente os consumidores de tais servicos

Miguel Andrade disse...

Davi, com Marilyn seria outro filme, com certeza.

Ah! Hahahahah!!! Mas a graça está neste estranhamento mesmo.

qualquergordotemblog disse...

E ele esculhambou Hollywood em S.O.B. (Son Of a Bitch). Botou até a própria mulher com os peitos de fora no filme (imagine Mary Poppins de topless). Acho até que depois disso ele ficou um tempo esquecido. Não lembro bem de filmes deles pós-1983

Miguel Andrade disse...

qualquergordo, acho engraçado carreiras que atravessam gerações. Poucos ali deviam entender dos meandros de Hollywood como ele.

Refer disse...

Para mim, a abertura de Bonequinha de Luxo é uma das melhores coisas do cinema.
http://www.youtube.com/watch?v=yDddAKtELZ8

Miguel Andrade disse...

Refer, sim! Sim! Sim! Diz muito apenas com imagens... Como o cinema deve ser!

Related Posts with Thumbnails