segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Palavrão da discórdia

Não deve ser bolinho fazer filme sobre pessoas de verdade. Entre a representação da realidade e o que realmente aconteceu há boa distancia.

Em Ed Wood (1994, Tim Burton) aparentemente existem coisinhas destoantes que até eu já percebi, conhecendo um pouco mais os personagens. O que não tira mérito nenhum desde que é um dos filmes mais sensacionais já feitos.

Mas nunca li, nem ouvi nada de muito grave, além do que os próprios roteiristas Scott Alexander e Larry Karaszewski comentam a respeito. Bela Lugosi Jr. se opôs veementemente aos palavrões ditos por Martin Landau.

Landau, vencedor do Oscar como Bela Lugosi, estoura em certo momento do filme quando um fã ao pedir autógrafo cita o rival Boris Karloff. Aos berros diz “Fuck You!”.

Não reclamou do despeito entre seu pai e o colega melhor sucedido, só do palavreado mesmo. Para Bela Lugosi Jr., ele era uma pessoa elegantíssima e como tal, jamais falaria coisas do tipo.

Os roteiristas alegam que isso não pode ser levado em consideração, já que quando o ator de Drácula (31) faleceu, seu filho era um garoto. Pais não costumam usar palavras de baixo calão perto de filhos, ainda mais naquele tempo.


3 comentários:

Refer disse...

Esse tiozinho da foto em cores (deve ser o Junior, pois não?) tem uma semelhança incrível com (Hideraldo Luis) Bellini, o capitão da Copa de 58.

pisquikisi no google e verás.

Leticia disse...

Rá, que ótimo! Alexander e Karaszewski devem ter se baseado em testemunhos mais contemporâneos ao cara. Se fosse se basear no mimimi do temporão...

Miguel Andrade disse...

Refer, hehehehehe Não conheço, mas acho beeeeeeeem parecido com o pai, por isso coloquei a foto.

Letícia, que saco deve ser lidar com imagem idealizada de parente. Boa parte graças a esse filme os filmes do Bela Lugosi voltaram a vender, e o filho passou a frequentar festivais de fãs.

Related Posts with Thumbnails