quinta-feira, 29 de abril de 2010

Quase bom

A farta e gratuita exibição de peitinhos em Nuda Per Satana (1977, de Luigi Batzella) esconde o ótimo argumento que merecia ser recontado. Filosofia com história de fantasma, embora o roteiro não consiga ir a fundo nem em uma coisa nem em outra.

Mas dá pra se assistir, principalmente com os incontáveis momentos de humor involuntário. Coisas como a famosa (se é que algo desse filme possa ser chamado de famoso) sequência em que a mocinha cai (seminua, claro!) numa teia de aranha gigante.

Teia de barbante e aranha estática de pelúcia... E dá-lhe gritaria e seios à mostra!

Num universo justo, refilmagens seriam obrigatórias apenas para filmes que bateram na trave. Aquelas produções com ideias muito boas desperdiçadas no passado por falta de recursos técnicos e financeiros.

Não sei se as plateias abobalhadas de agora, esperando tudo mastigadinho, iriam se interessar pelo mote mais cabeça. Mas também, se for pra contar com a burrice alheia, a gente nem deveria sair mais da cama...

[Ouvindo: Don't Stop - Jazzystics & Cassandra Beck]

4 comentários:

Refer disse...

Já eu acho que deveriam entregar as refilmagens de filmes ruins pra ver se os cineastas conseguem piorar!

Piorar 'O Planeta dos Macacos' é mole, queria ver se o Tim Burton é capaz de piorar 'Forrest Gump'.

Miguel Andrade disse...

Refer, mas que ideia brilhante!!!

qualquergordotemblog disse...

Concordo com o Miguel. Tem um filme do Scorsese chamado "O Rei da Comédia" que eu acho legal, mas não um dos melhores dele. O DeNiro faz o papel de um comediante ruim que sequestra o Jerry Lewis para ter uma chance no seu programa de TV. O DeNiro é um baita ator, mas acho que se o Steve Buscemi ou o John Turturro já fossem atores nessa época talvez cairíam melhor que o velho Bob.

Miguel Andrade disse...

Qualquergordo, dessa fase do Scorsese, Depois de Horas mora no meu coração. :D

Related Posts with Thumbnails