sexta-feira, 12 de março de 2010

Me engana que eu gosto

A faixa de áudio com os comentários do diretor Paul Schrader no A Marca da Pantera (Cat People) de 1982, é quase como descobrir que Papai Noel não existe mesmo. Destrói uma das imagens mais fortes que eu havia guardado do filme.

Aquela cena em que, na calada da noite, o Malcolm McDowell vai até o quarto da irmã e num salto fica de cócoras na beirada da cama. O plano sequência foi filmado de trás pra frente!

E isso é óbvio, já que seria humanamente impossível para um ator que não tivesse trabalhado no circo. Mas jamais assistirei a ela sem lembrar a forma como realmente foi feita.

Não tira mérito algum do Malcolm McDowell! Andar naturalmente ao contrário também não é lá muito fácil de se fazer.


Outra coisa, esta chatérrima de saber! Foram usados vários felinos, sendo que um deles, por ter problemas mentais, havia sido abandonado por um circo.

O animal é o que aparece preso no quarto do hotel, após atacar a prostituta. Ele realmente está descontrolado, sendo que a última imagem, quando bate a cabeça na grade, o vitimou fatalmente.

Veja também:
A era das trevas no cinema


[Ouvindo: Across 110th Street – Bobby Womack]

6 comentários:

Calabouço do Andróide disse...

Pô Miguel, essa do bichano eu prefiria continuar sem saber!

Miguel Andrade disse...

Calabouço, tadinho mesmo... :(

Glauco disse...

Um dos filmes mais pertubadores da minha infância, não o vejo faz muuuuuito tempo, e depois dessa história, acho que não querer rever.

Miguel, conhece a história da cadela usada nas filmagens de Vidas Secas do Nelson Pereira dos Santos e comoção que ela causou em Cannes?

Miguel Andrade disse...

Glauco, sim! Que ela toda vira lata desfilou pomposamente em Cannes?

Hehehe

Olha, o A Marca da Pantera que estava na minha memória era um filme bem melhor do que eu revi nem faz muito tempo.

Glauco disse...

Sim, linda e vira lata em Cannes.

Você me deu mais um motivo para não rever esse filme...

Miguel Andrade disse...

Glauco, mas os efeitos são espantosos até hoje. Só nos extras se descobre que os cenários externos, em sua maioria, são de mentira.

Related Posts with Thumbnails