quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Os incríveis salvadores da pátria

Muito bom o style do Golden Guitar, super herói dos quadrinhos 100% brasileiro! Foi criado em 1967, em plena polêmica se a música popular do Brasil deveria ou não usar guitarra elétrica.

Tanto sua arma quanto o nome em inglês deixavam bem claro qual sua posição a respeito. Aliás, Golden Guitar é a identidade secreta do cantor de iê-iê-iê Renato Fortuna!
Mas as coisas não devem ter sido fáceis para ele. O personagem de Rivaldo Macedo e A. Torres, publicado pela editora Graúna, só durou quatro edições.

Sorte bem diferente do que os primos ricos O Judoca, Capitão 7 entre muitos outros. Dourado mesmo foi o mercado dos quadrinhos de heróis tupiniquins nas décadas de 60 e 70 com centenas de edições!

A criptonita desta febre teve muitas formas: Censura, crise do petróleo de 73 e 74 (que elevou o preço do papel), supremacia DC/Marvel e até a consagração do estilo infantil Disney e Turma da Mônica. Tudo isso e mais um pouco levaram às cinzas as revistinhas nacionais que assolavam o país.

Dá pra imaginar um documentário do tipo “Por Onde Anda?” com os próprios mascarados dando depoimentos. Bem ao estilo daquele filme da Pixar.

O blog HQ Quadrinhos, mega especializado no assunto, pode dar uma forcinha. Tanto que criou o Catálogo de Heróis Brasileiros Vol. 1 , disponibilizado para download GRÁTIS!

Veja também:
Mirza - Estaca de Pau Brasil


[Ouvindo: Ilha Bela – Carmen Aquino]

2 comentários:

Marcel disse...

Na verdade é interessante notar que a crise do petróleo de 73 e 74 e disparada nos preços do papel quase matou Marvel & DC e derrubou editoras bem maiores no próprio mercado americano.

Elas sobreviveram, mas a sérios custos sendo que algumas das mudanças do período atrapalham o crescimento dos quadrinhos em si até os dias de hoje.

Miguel Andrade disse...

Marcel, e é interessante como a cultura pop está mais do que muitos acreditam atrelada a movimento político/sociais.

Related Posts with Thumbnails