domingo, 10 de janeiro de 2010

Dante’s Cove: Bruxas e frangas à solta

Pense em Justine, aqueles pornô softs que passam em loop há anos na Band, misture com um filme de terror muito ruim, feito por colegiais. Só que ao invés de fartura peitos e moças sussurrantes imagine rapazes depilados cheios de amor pra dar entre si. Isto é Dante’s Cove!

Ou uma espécie de Dallas só que de dez em dez minutos com cenas de sexo simulado (gay), algum nu frontal (masculino) e os mais toscos dos efeitos especiais. Involuntariamente Hilário!

Mesmo assim, o seriado norte americano (com locações paradisíacas havaianas) durou 3 temporadas (2005/2007), num total de 13 episódios. E a cafonice estética é o de menos.

A fotografia amarelada, além do elenco aparentando ser de borracha, lembra muito novelas venezuelanas ou coisa que o valha. Só ainda que xingando, com boa vontade dá pra assistir sim, e se surpreender com seus incontáveis (e ÓBVIOS!) erros.

Por exemplo, da primeira para a segunda temporada não só trocaram os cenários (inclusive o tal Dante’s Hotel onde a trama de desenvolve), como alguns atores. Outros simplesmente tomaram chá de sumiço.

Olha que argumentão! A história começa em 1840 quando a poderosa bruxa Grace flagra seu noivo copulando com o mordomo.

Vingativa, tranca o cara no porão e o envelhece dezenas de anos. Ficará assim, eternamente, ou até que o beijo de um moço jovem quebre o encanto.


Nos dias atuais, a tal casa com o porão, se tornou hotel freqüentado por jovens com hormônios flamejantes. O namoradinho do protagonista (um loiro tingido de sobrancelhas afinadas!!!) começará a ouvir vozes pedindo socorro no porão, e daí, só assistindo...

Dante’s Cove tem o agravante de seu elenco ser visivelmente escolhido pelo corpo, não pelo talento dramático. Embora a bruxa Grace (Tracy Scoggins) tenha filmografia extensa, incluindo... DALLAS!

[Ouvindo: Bem Bom – Doce]

10 comentários:

cotrimus disse...

adoro "trasheiras" assim...
:)
afinal, o que seria do ótimo sem o péssimo?
bj!

Miguel Andrade disse...

Cotrimus, hahahah Mas dá pra assistir bem, estou empolgado. Hoje até procurei o tema (PÉSSIMO tipo música de buatchi) pra baixar em MP3.

cotrimus disse...

adooooro.
vc está indo para a fase 2, TSO.
quando chegar na fase 4, indicar aos amigos, você terá atingido o nirvana despretencioso.
a 3, bem, prefiro não comentar...mas acho que vc entenderá.
:)

Miguel Andrade disse...

Cotrimus... Se bem que acho que há muito sexo gratuitíssimo.

Ruy disse...

Acho que é pela sua (baixa) qualidade que muita gente foi até o final da 3ª temporada, querendo ver até onde vão os limites do trash...

Fora tudo isso que você comentou, tem a impagável troca de atriz na passagem da segunda pra terceira temporada.

Miguel Andrade disse...

Ruy, MEU DEUS hahahahah, qual atriz? Entro hoje na terceira e última temporada!

Ruy disse...

A personagem Michelle, ela é interpretada na segunda pela Erin Cummings e na terceira por Jill Bennett.

Veja aqui http://www.insidesocal.com/outinhollywood/2007/11/jill-bennett-shes-scaring-up-e.html

Abraço

Miguel Andrade disse...

Ruy, ah sie... Achei ela muito chatinha. Torci para que continuasse afogada no mar.

Glauco disse...

Hummm, acho que prefiro os vídeos da Falcon, Titan ou Kristen Bjorn, rsrs.

Miguel Andrade disse...

Glauco, SIM! Sou desta teoria também quanto a pornosoft. Nunca entendi a lógica.

Mas este seriadinho me deixou curioso.

Related Posts with Thumbnails