domingo, 11 de outubro de 2009

Pernas pra quê te querem

O que mais me encanta em revistas pornográficas é justamente a completa honestidade entre a capa e o conteúdo. Raramente se levará pro aconchego do nosso lar gato por lebre.

Até por que, normalmente elas vêm fechadas em discretas embalagens. Ou dá pra achar que Stockings trata de outra coisa que não seja disto:

Ooooooh lalá!

[Ouvindo: O Menino Desce O Morro – Doris Monteiro]

15 comentários:

pontorouge disse...

Bons tempos aqueles onde era preciso ser gordinha para ser sexy...

beijo rouge

Dani

Miguel Andrade disse...

Dani, acho que isso só saiu de moda nas capas de revista e na cabeça de mulheres que crêem nas capas de revista. Nunca vi um homem morrendo de amores por magríssima nenhuma.

Refer disse...

Miguel, elas querem ser magras para elas mesmas e para serem vistas e invejadas por outras mulheres.

O ponto de vista masculino não lhe interessa; o homem só lhe serve para pagar contas e ajudar a criar filhos. Mulher não faz nada para ou pelo homem. É o contrário — o homem é quem faz tudo para a mulher: poesia, música, guerra, monumentos, o Taj Mahal.

Quando muito, as desalmadas fazem arroz para os homens. E costumam deixar queimar. :(

Leticia disse...

Gordinha, não, Pontorouge: Boazuda!!!

Mas é verdade: a que parte do Umbral seria defenestrada a fofa da foto de baixo, à esquerda, com aquela bolsa de gordura varando os limites da meia?

Miguel Andrade disse...

Refer, enfim, o lugar ideal para as mulheres sera mesmo a ilha de Lesbos.

E porque será que você é sempre tão amargo ao se referir ao trato do sexo frágil?

Letícia, e este tipo de detalhe só uma mulher poderia notar mesmo. Juro que não tinha visto!

Leticia disse...

A gente só se olha no espelho, Miguel....

Quano às ponderêichons do Refer, precisa saber também pra quem exatamente vale a pena fazer um arroz, engomar e botar vinco numa cueca, ou encarar uma prenhez.

E isso só pode acontecer a partir da premissa de quem ninguém tem de fazer nada pra ninguém.

É muidifícirr encontrar homens que não esperam que sejamos suas lavadeiras. Assim como é muito difícil para os homens encontrar mulheres que não estejam dispostas a qualquer coisa por um prato de comida. Prontofalei!

Miguel Andrade disse...

Letícia, mas sempre cruzo com mulheres dispostíssimas a fazer trabalhos domésticos por mim.
Acho bizarro. Tanto lá em casa como amigas. Chegam e já vão lavando a pilha de louça suja.
Deve ser por pena do meu caos caseiro.

Refer disse...

??sexo... Frágil??

No Brasil elas estão vivendo 8 anos e 9 meses + que os homens (fonte IBGE) — não é pouco.

Nos EUA, 70% do espaço dos shopping centers é voltado para a mulher. Os 30% do espaço que resta sobra para seres inferiores como homens, velhos e crianças. Duvido que no Brasil seja diferente. Elas investem pesado nelas mesmas, sem culpas. É impressionante a capacidade que a mulher tem de se manter focada no que a interessa, mesmo que seja a coisa menor e + frívola.

No ranking de tudo que a mulher preza na vida, o homem vem bem depois dos filhos, da casa, do trabalho, do guarda-roupa, do carro, do cachorro, do papagaio e daquela bolsa incrível que ela acabou de ver numa vitrine.

Ilha de Lesbos não rola. Lá não tem bofe pra trocar pneu do carro nem pra pagar as contas.

Miguel Andrade disse...

Refer, mas o curioso é que ainda as vejo como seres menosprezados até no trabalho onde geralmente ganham menos que os homens. Veja o que postei anteriormente, quase ninguém sabe que uma mulher linda como Hedy Lamarr poderia ter sido um gênio.

Aliás, quantos gênios científicos do sexo feminino conhecemos? Porque não existem ou porque não interessa divulgá-los?

E ainda são vistas como pedaços de carne a serem consumidas pelos machos, não que muitas não A-D-O-R-E-M esse tipo de depreciação.

Quem mais toleraria ser chamada publicamente de "ordinária" como se fosse elogio?

Não generalizando, lógico.

Leticia disse...

Esse neócio de chegar e já ir pra pia não é instinto, Miguel, é condicionamento cultural.

Refer, o conceito de sexo frágil foi inventado pela mesma criatura que nomeou o sexo forte. E é encampado pela maioria delas, como diz Miguel.

Nessas horas sempre lembro daquela mesa de centro com um manequim de quatro sustentando um tampo de vidro.

Tem umas que merecem mesmo...

Miguel Andrade disse...

Letícia, merecem e adoram!

Leticia disse...

Acham digno!

Miguel Andrade disse...

Letícia, "fazendo carinha de quem tá gostando demais!"... :D

Leticia disse...

Yes!!!!!

Miguel Andrade disse...

Letícia, ó vida!

Related Posts with Thumbnails