quinta-feira, 2 de julho de 2009

Diva por diva

Ops! Foto promocional com Diana Ross para The Josephine Baker Story, produção da Turner Network Television em 1990.

Aos 46 anos Diana Ross foi apresentada assim à imprensa mundial, idêntica ao seu ídolo. A expectativa à sua interpretação era altíssima levando em conta sua indicação ao Oscar em 72 por ser a Billie Holiday de Lady Sings the Blues.

Outro ponto favorável, levantado pela revista de onde escaneei a imagem (Manchete, maio de 1990), é que a ex Supreme conheceu pessoalmente a biografada. No começo da década passada fazia 15 anos que Baker tinha falecido.

Enfim, não há o mínimo resquício do projeto na filmografia ou biografia de Diana Ross no IMDB! O filme foi realmente feito naquela época, mas protagonizado pela desconhecida Lynn Whitfield.

Pelo menos a tagline é ótima: “Before Madonna. Before Marilyn. There was Josephine.”

Veja também
Marilyn Monroe como Marlene Dietrich
Vida pregressa de Diana Ross no ventilador


[Ouvindo: Little Shakie Girl - Armando Trovajoli]

12 comentários:

Refer disse...

... well, pelo menos o filme saiu.
E a cinebiografia de Carmen Miranda, que vem sendo 'anunciada' há pelo menos 3 décadas? Quem poderia fazer, a Marília Pêra, já passou da idade, e pelo que vi no show do Roberto, ela parece meio gagá, sei lá. Quem esteve altamente cotada uma época para fazer a Carmen no cinema foi a Rosemeire.

Miguel Andrade disse...

Refer, Débora Bloch!!!! Ela fez Carmen Miranda uma vez no TV Pirata e ficou ótima!

Glauco disse...

Josephine era um furacão, vi dois filmes dela e é impossível imaginar ela fazendo carreira nos E.U.A. Negra e nua, era demais pra cabeça deles nos anos 20 e 30.

Miguel Andrade disse...

Glauco, ainda não assisti nada dela. Diz que nos tempos de exílio, Chico Buarque trabalhou com ela e comeu o pão que o diabo amassou!

Glauco disse...

Sério? Dessa experiência do Chico eu não sabia, mas ela devia estar bem idosa. Passou por uma situação financeira muito difícil com seus filhos adotados que mobilizou a opinião pública e a classe artística francesa. Tem até uma passagem sobre isso na autobiografia de Brigitte Bardot.

Quem também trabalhou com ela, inclusive no Cassino da Urca, foi Grande Otelo.

Miguel Andrade disse...

Glauco, tenho essa biografia e ainda não li. É uma que tem uma luva vermelha que vaza uma foto da BB da capa?

Não sabia que ela andou pelo Cassino da Urca. Que chiqué!

luci disse...

chico buarque comendo josephine baer? demais pro caminhao dele, nao? :/ bom, mas não sei quem teria mais sorte! uuhhh!

Miguel Andrade disse...

Luci, eu disse trabalhando! Hahá!

Glauco disse...

Sim, é esse livro mesmo Miguel!

Miguel Andrade disse...

Glauco tem umas fotos ótimas! Até com o Pelé.

Será que é neste que ela fala que homossexuais são atrações de feira?

Glauco disse...

Sim, tem até foto com o Pelé e tem também algumas boas passagens sobre seus tempos de Búzios.

Mas sinceramente, não lembro dessa passagem em que ela fala isso sobre homossexuais. Será que abstrai?

Miguel Andrade disse...

Glauco, foi o bafão do lançamento! A bicharada fez um auê daqueles na época.

Lembro que a mídia espalhou bem também uma passagem que ela conta o suposto encontro com Marilyn.

Related Posts with Thumbnails