terça-feira, 3 de dezembro de 2019

A honraria que deixou Madonna furiosa

 Madonna, que já era famosa pra chuchu, provou o topo do mundo em 1990. Vogue virou uma febre e lhe afastou de qualquer possibilidade de marca-la como “cantora dos anos 80”.

 Em dezembro daquele ano apareceria na capa da edição USA da Glamour como “A Mulher do Ano”. Uma honraria fechando a década que deixaria qualquer um feliz, não?
Não! Por um pequeno detalhe que deixou Madonna possuída. Os editores resolveram mudar na foto aquele vão entre os dentes dela sem consultá-la.

Dizem que quando ela viu chegou a entrar em contato com a revista.  Já era tarde, a edição estava impressa e nos postos de venda.

O que para alguns pode ser um defeito, para ela era sua marca registrada. Isso também se chama autoestima! 

Veja também:


0 comentários:

Postar um comentário

Antes de comentar, por favor, tenha consciência de que este espaço é disponibilizado para a sua livre opinião sobre o post que você deve ter lido antes.

Opiniões de terceiros não representam necessariamente a do proprietário do blog. Reserva-se o direito de excluir comentários ofensivos, preconceituosos, caluniosos ou publicitários.