segunda-feira, 6 de março de 2017

O Avesso da cena: Suplício de uma colina

 Circula pela web uma única foto dos bastidores de O Suplício de Uma Saudade (Love is a Many-Splendored Thing, 1955 de Henry King). E ela deprava um pouquinho de todo aquele encantamento.
A célebre colina, importantíssima para a triste história de amor não existe! Ou melhor, existe, mas Jennifer Jones não estava realmente lá!

No corte final não há o ângulo da foto, com o ponto de vista da árvore para a vista da cidade. O espaço também parece ser bem maior do que o que parece na maioria do filme. 

Algumas filmagens realmente aconteceram na China, mas interiores e planos fechados ficaram em Hollywood mesmo, nos estúdios da Fox. Toda a colina, a real, que serve de fundo ao romance e recebeu atores e dublês deles para algumas tomadas fica na Califórnia, não em Hong Kong.

Retroprojeção, blackmate e o moderno chroma-key são manjados recursos para inserirem atores em lugares onde não precisam ou podem ir. Sabemos que são usados desde sempre à exaustão, mas especificamente neste filme era bom acreditar na mentira.

Ok! Nem Jennifer Joner tem uma gota que seja de sangue chinês, mas ela interpreta a eurasiana Han Suyn. Acreditar nisso já basta para o filme funcionar e muita gente acreditou, afinal, a atriz conquistou sua quinta indicação ao Oscar pelo papel.


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails