quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Dick Rambone, o esquecido gigante 80’s

Rei morto, rei posto inclusive na indústria do entretenimento adulto. Quando Dick Rambone surgiu, John Holmes estava em franca decadência, bem distante dos gloriosos anos em que reinou no efervescente cinema X-Rated norte-americano.

Rambone (batizado como Frank Whitehead) tinha 28 anos quando apareceu nas páginas da revista Hustler em dezembro de 1985. Descoberta pessoal do diretor Gregory Dark (o mais maluco dos Dark Bros.), o, segundo a lenda, descendente de porto-riquenhos chegou exibindo suas avantajadas credenciais: 15/2 polegadas!

Nada menos do que duas polegadas e meio a mais do que Holmes!  Pros amiguinhos se divertirem fazendo a conversão, cada polegada equivale a 2,45 centímetros. Aham...

Mesmo à parte (e às vezes bem marginalizado) a indústria de cinema pornô dos Estados Unidos se organizou como o cinema de estúdio de Hollywood. Seja mantendo astros sobre contrato, seja produzindo por gênero ou cometendo alguns exageros na hora de promover seus produtos.

Assim sendo, não acredite que um Titanic custou tudo aquilo para ser produzido, se é que você me entende. Ninguém paga pra ver mixaria e isso tanto Hollywood quanto o cinema adulto sempre soube.

O nome artístico veio, claro, do personagem Rambo, sendo que em algumas produções ele apareceu também com uma faixa típica amarrada na cabeça. Ao todo participou em 29 vídeos, mas essa conta pode ser revista, porque na época muitas coletâneas reaproveitavam sequencias de outros trabalhos.

Era o boom do videocassete e, ao contrário dos tempos áureos de John Holmes na década de 70, eles tinham desencanado de pretensamente fazer cinema com sexo explícito. Assim bastava um monte de sequencias aleatórias filmadas com luz de padaria e ponto, fita nova nas locadoras!

Como mero chamariz, “Rambone” apareceu no titulo de produções em que o ator participava de apenas uma cena, como em Rambone the Destroyer (1985 de William Whett ) distribuído no Brasil como Rambone, O Destruidor. Mesma coisa em Rambone Meets the Double Penetrators (1986 de William Whett), intitulado aqui como Rambone em Dose Dupla.

O único trabalho de Dick Rambone voltado ao público gay foi Hot Shots Vol. 2 produzido pela HIS Video em 1985. A fita nada mais é do que várias sequencias de exibicionismos e masturbação solitária

Sua carreira como grande astro duraria pouco, participando logo depois como só mais um do elenco dos vídeos até se aposentar 1989. A crítica da época (como a registrada no Guia Nova Cultural de 1991) torceu o nariz para seu desempenho de “cabeça baixa” e pouco animado, o que para a rápida indústria do vídeo significava tempo perdido.

Entre as pouquíssimas informações na Internet sobre seu atual paradeiro está a de que na década de 90 trocou de nome e aceitou Jesus Cristo como seu salvador tendo uma vida recatada em algum lugar dos Estados Unidos. Ainda assim, Rambone é referência de medida em sex shops do mundo todo até hoje.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails