terça-feira, 25 de outubro de 2016

Sentinela da TV: Reality Show japonês da Netflix

A gente gosta de reality de confinamento? Gosta! A gente gosta do Japão? Gosta! Então Terrace House - Boys & Girls in the City, que a Netflix acaba de estrear a segunda parte da primeira temporada, é fabuloso? Talvez.

Seis jovens (três de cada sexo) são reunidos numa casona com carrões em Tóquio  sem roteiro e ficam lá até quando quiserem. No estúdio são analisados por comediantes, sem eles terem acesso direto a isso. Já dá pra imaginar altas confusões, barracos, disputas de território, né? Errado!
Parece redundante, mas o programa é muito japonês, sem concessões dos costumes ao mercado internacional.  os participantes são muito contidos, tão contidos que às vezes só descobrimos o que aconteceu quando os tais comediantes comentam as atitudes, “olha, como ele ficou decepcionado”.

Há momentos bem emocionantes, claro, como quando a participante tentou voltar para o ex (eles podem ter contato com o mundo externo), o rapaz pede tempo pra pensar até que no dia marcado para a resposta a mocinha leva um toco homérico. Na TV!!!
Disse isso assim, na bucha, virou as costas e foi embora! E ela ficou ali sentada,  numa manhã cinza chuvosa, toda contidinha tentando inutilmente segurar as lágrimas... Foi de cortar o coração...

Pelo menos um casal está durando, a modelo Minori (que lembra a Fernanda Torres quando menina. risos) e o cabeleireiro Tatsuya, continuam firmes e forte nessa segunda parte da temporada, uns fofos.  Não decoro o nome nem de participante de BBB, que dirá de reality japonês.

Enfim, é tudo muito pacato, a diversão está mais na oportunidade de conhecer o cotidiano de uma cultura tão distante do que nos ~ babados e confusões ~ que o gênero reality pode nos oferecer. Isso, pelo menos até a segunda parte que estreou na semana passada.

“A casa mais vigiada” do Japão promete pegar fogo com a entrada de dois participantes. Pra gente aqui no Brasil, uma curiosidade a mais com o brasileiro Hikaru Ota, paulistano de 18 anos que há dois foi para o Japão trabalhar como pedreiro enquanto batalha seu lugar ao sol como ator e modelo.

E junto a ele uma também modelo toda espevitada que já chegou enchendo a Minori de perguntas inquisitórias sobre seu relacionamento. Pareceu a certo ponto de quando a saudosa Princesa Carola Scarpa entrou na Casa dos Artistas 2 e foi logo xingando a roqueira Siang, lembra? Com as devidas diferenças, obvio.

Segunda noite todos (que moram lá há meses) de boa na sala, e essa garota nova chega do trabalho, vai tomar água na cozinha e volta de lá dizendo que tudo está imundo. Climão! Mais uma vez começou a jogar farpas pra Minori agora sobre o quanto tempo pretende ficar na casa, que ficar tempo demais ali é uma vergonha, folga, etc.

Minori apenas faz cara de paisagem e depois confidencia ao amado que não vai aguentar muito tempo viver perto da linda. Até que resolveu ir pro embate com a rival e foi um dos catfights entre damas educadas mais engraçados que já vi.
Não dá pra morrer de amores por Terrace House, do tipo dedicar maratonas de fim de semana. Seu ritmo lento combina mais para quando se quer ver algo antes de dormir, mas nada muito profundo ou que vá nos tirar o sono. 

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails