quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Avesso da cena: John Garfield violinista

 Astros de Hollywood possuíam mil e um talentos e quando não possuíam os estúdios investiam em aulas para aqueles que demonstrassem algum brilho a ser desenvolvido. John Garfield infelizmente não sabia mesmo tocar violino quando teve que interpretar um em Acordes do Coração (Humoresque, 1946 de Jean Negulesco).

O ator teve muitas aulas para manusear o instrumento, mas não foram suficientes. No filme ele é um pobretão exímio músico que desperta o interesse de uma grã fina bem mais velha, míope e alcoólatra interpretada por Joan Crawford.

A solução encontrada pela Warner é funcional, embora também necessite de incrível habilidade! Nos closes Garfield fica no centro enquanto dois violinistas profissionais ficam ao seu lado, fora do ângulo da câmera: Um interpretou a mão direita e o outro a esquerda.

Quando é preciso fingir que um ator é pianista é muito mais fácil, basta não mostrar ator e mãos ao mesmo tempo, já com violino não tem jeito! Foi preciso ensaiar bastante para ator e os dois músicos entrarem em perfeita sincronia.

No documentário The John Garfield Story (2003 de David Heeley) aparece ainda uma fotografia promocional rara que você vê abaixo. Nela é possível notar um músico usando uma máscara com o rosto do ator (repare na região das orelhas).

Provavelmente este recurso foi usado para planos abertos, de costas e ao longe. Isso explica as poucas vezes que vemos John Garfield de corpo inteiro enquanto toca no filme.

E a música mesmo que ouvimos durante o filme era tocada por Isaac Stern, que a pré-gravou, ou seja, para o que vemos e ouvimos foram necessárias quatro pessoas. Na biografia de Stern, lançada em 1999, ele conta que nos closes apenas de mãos eram as dele que apareciam.

Lembrei daquele episódio de Friends em que o Joey encontrou um irmão gêmeo de mãos em Las Vegas. Bem, não era afinal uma coisa tão inútil.

Veja também:
Humoresque referenciado por Madonna

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails