quinta-feira, 7 de abril de 2016

Grandes nomes da pancadaria: O Exótico Adrian Street

Num universo de muita brutalidade, Adrian Street vingou com lacinhos, bordados e gliter, muito gliter! Não se engane na fofura, seu personagem era o vilão dos ringues de luta livre profissional.

Com a esposa Miss Linda    (TigerRoll)
Adrian começou em 1957 e foi se aposentar apenas em 2010, tendo seu auge durante as décadas de 70 e 80, quando consolidou o personagem. Natural da Grã Betânia, onde começou, estabeleceu-se nos EUA, terra onde Wrestler é um evento esportivo milionário.

Ele explicou que se transformando aos poucos, cada vez mais colorido, e quando viu estava assim, sendo chamado de Exotic Adrian. Em 1969 conheceu Miss Linda que se tornaria sua treinadora, agente e parceira para o resto da vida, num casamento que dura até hoje.

O sucesso nos ringues televisionados o levou ao cinema onde fez algumas participações. O principal deles é Os Contos de Canterbury (I racconti di Canterbury, 1972 de Pier Paolo Pasolini).

No últimos anos tem se dedicado a lançar livros com títulos sugestivos como “A violência é dourada” e “Sadista em lantejoulas”. Como forma máxima de reconhecimento, sua vida de ex-carvoeiro a bad boy cross-dressing está sendo transformada em um musical a estrear nos palcos londrinos.


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails