sexta-feira, 1 de abril de 2016

4 vezes Tanya Roberts

 Estreando no polêmico Entrando à Força (Forced Entry, 1975 de Jim Sotos)
O último Anjo a entrar no grupo em As Panteras (Charlie’s Angels, 1980/1981)
Com pouca roupa entre animais em Shenna - A Rainha das Selvas (Shenna, 1984 de John Guillermin)
A abilolada dona de casa que quer ser independente em That '70s Show (1998-2004)

Sua presença na série That '70s Show era das coisas mais autenticas que poderia haver ali em se tratando do período. Tanya Roberts enfeitou com seus olhos quase hipnóticos algumas das produções pop mais conhecidas daquele período.

De origem humilde, fugiu de casa na adolescência para escapar de um casamento abusivo. Viajou pelos EUA de carona em carona até que numa fila de cinema conheceu o estudante de psicologia Barry Roberts, que viria a ser seu segundo e último marido (ele faleceu em 2006).

Em O Barco do Amor
Tanya e Barry descobriram mutua paixão pelas artes, ela foi estudar no conceituado Actor Studios e ele tornou-se um roteirista. De mudança para Califórnia ela conseguiu papeis em filmes B, hoje cults como Armadilha Para Turistas (Tourist Trap, 1979 de David Schmoeller).

A estrela brilharia ao ser selecionada para integrar a série As Panteras em sua última temporada, formando o célebre trio ao lado de Jaclyn Smith e Cheryl Ladd. O programa estava longe de seus anos áureos, mas Tanya Roberts foi capa da revista People.

Depois foi chamada para participações em grandes hits da TV da época como O Barco do Amor (Love Boat) e A Ilha da Fantasia (Fantasy Island). Já tinha se tornado uma celebridade em pouquíssimo tempo.

Parecia que ficaria restrita a produções televisivas até estrelar da versão de Sheena, personagem pulp clássico de Will Eisner, dirigido por John Guillermin em 1984. O filme não foi o sucesso esperado, mas transformou-se numa daquelas produções adoradas nas muitas reprises televisivas.

Com Roger Moore em 007 - Na Mira dos Assassinos
Aí viria o grande ponto da sua carreira: a principal bond girl de 007 – Na Mira dos Assassinos (A View to a Kill, 1985 de John Glen). O trailer, ao som de Duran Duran, anunciava seu nome junto ao de Roger Moore, Grace Jones e Christopher Walken.

Depois disso os convites de trabalho foram mirrando. O que parece ser uma honraria, ser a gostosa da vez num filme do James Bond, pode ser a causa para a estagnação da carreira ascendente.

Numa entrevista Tanya Roberts concordou com isso. “Acho que é melhor ir bem mais devagar e fazer uma ampla gama de papéis, mas eu fiz esses papéis glamorosos e acho que isso me estereotipou. Eles pensam que você é uma idiota, apenas glamorosa, por isso é difícil, e eu acho que é a razão para a maioria das Bond Girls não passarem a ter carreiras depois de terem feito o filme porque as pessoas simplesmente não levam a sério” declarou.

A atriz diminuiu o ritmo de trabalho a partir de 2001, quando a doença do marido se mostrou terminal, participando de menos episódios de That '70s Show. Atualmente com 61 anos de idade, Tanya Roberts não aparece nas telas desde 2005.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails