sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Clássico repaginado: Más negro que la noche

Elenco de Más negro que la noche (2014 de Henry Bedwell)
Elenco de Más negro que la noche  (1975 de Carlos Enrique Taboada)

Assim como Hollywood, o México tem refeito alguns de seus filmes de terror clássicos como "Hasta el viento tiene miedo" em 2007,  e este "Más negro que la noche" (Mais Negro Que A Noite, literalmente). Ao primeiro impacto, inegável que a estética do elenco de 2014 seja meio RBD.

Sem o fator kitsch, mas de ambientação mais soturna, o remake (primeiro do gênero em 3D no país) não faz nada feio perante o original. Aliás, poderia ter sido menos fiel e injetado um ritmo melhor, não enrolando muito para os fenômenos e mortes.

História clássica de casa mal assombrada em que jovem se muda na companhia de três amigas para a mansão que herdou da tia. Em testamento, a única coisa que terá que fazer é cuidar de Becker, o velho gato da finada.

Além do convívio nem sempre suave das senhoritas, elas começam a perceber os inevitáveis acontecimentos sobrenaturais e ainda um crime que ocorreu no passado. Muitas informações são jogadas verbalmente enquanto pouca coisa relevante acontece.

Nesse emaranhado vários pontos nunca se fecham, nem tão pouco fica claro a motivação das assombrações. Mas o que é realmente imperdoável, coisa com que o de 75 tomou muito cuidado em representar, é a morte bastante realista do gato.

Esse momento desagradável torna quase difícil terminar de assistir. Só com muita boa vontade.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails