quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Spielberg esclarece boato de que iria refazer Tubarão

 Parece sempre que nada é sagrado em Hollywood quando o assunto são rendimentos, vide o eterno forrobodó com Star Wars. Como Steven Spielberg e sua Amblin retornaram  ao Universal Studios, voltaram boatos sobre um reboot ou remake de Tubarão (Jaws, 1975).

O diretor, que em 2001 renovou E.T. O Extraterrestre (1982) foi enfático à Deadline: “Eu nunca iria refazer um dos meus próprios filmes - começando com Tubarão - mas há títulos na biblioteca da Amblin que geraram filmes populares e poderiam inspirar novas histórias".  Mas insistiu que jamais faria Tubarão.

Trocando em miúdos, nada contra explorar franquias clássicas, como ele já fez com Indiana Jones recentemente. Lembrando que semanas atrás o ator Zach Galligan falou sobre Gremlins 3 também da Amblin.

Atuais gerações podem não compreender todo o foco em Tubarão (além dos milhões de bilheteria para a Universal), mas ele foi o precursor dos filmes eventos de verão. Aqueles blockbusters que arrastarão multidões ao cinema todo santo verão americano começaram com ele, há exatos 40 anos.

Que Spielberg tem um carinho por esse filme, que colocou seu nome no topo da indústria, todos sabemos. Resta saber se o “jamais” dele significa a mesma coisa que no nosso mundo. 

1 comentários:

Fã da TV e Cine disse...

É impossível sentir um carinho por um filme sem recordar também toda a aflição e dissabores junto. Jaws foi um desses filmes. É brilhante? É!Está bem conseguido? então não está??

Mas se eu tivesse participado numa coisa que foi tão penosa como foi realizar O Tubarão, por mais filme de culto e anos que passassem, carregaria nas células a perpetua recordação dessa má experiência.

Acredito que ele não faça jaws. Afinal, não fez nenhum dos outros que o seguiram. O filme teve problemas de todo o tipo. Pessoas davam-se mal, odiavam-se, bebiam demais, o tempo não ajudou, os aviões que antigamente não se eliminavam em pos produção, o robot que a maior parte do tempo avariava causando atrasos longos e indesejáveis. Além da pressão dos produtores, das ameaças, do quase não concluir o filme.

sim, tudo isso está na memória celular. É algo de superstição. É melhor nem mexer, rsss

Related Posts with Thumbnails