segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Trágica e espetacular morte do inventor do paraquedas

Por mórbida ironia, um dos inventores do paraquedas, Franz Reichelt, faleceu testando o equipamento diante de câmeras em 1922. Ele tinha 33 anos de idade quando saltou para a morte do alto da Torre Eiffel.

O feito entrou pra história numa época em que haviam poucas câmeras registrando o cotidiano da humanidade. Em quatro de fevereiro daquele ano ele conseguiu a autorização a prefeitura de Paris para usar o monumento a fins de testes, coisa que só havia feito com o uso de manequins.

Assista ao vídeo completo no player abaixou ou clicando aqui. Algumas pessoas podem achar chocante.
No final do vídeo se vê alguém medindo a profundidade do chão após o impacto do corpo. Cerca de 15 centímetros.

Natural da Áustria e fixo na França como alfaiate, Franz estava absolutamente seguro de que seu invento funcionaria, chegando a teimar com os amigos que tentaram lhe dissuadi-lo até alguns minutos antes do pulo fatal. Enquanto subia as escadas que davam acesso ao primeiro estágio da torre ele parou, virou-se para a multidão, levantou a mão e desejou-lhes um alegre “Até breve!” (bientôt À).

A imprensa da época repercutindo a tragédia
Naquela manhã fria ele já chegou devidamente vestido aos pés da Torre Eiffel, o que gerou dúvidas a cerca do que a prefeitura alegou em meio ao escândalo da sua morte. Em comunicado oficial, o prefeito negou veemente ter dado permissão para o salto, pensando que Franz fosse usar apenas manequins.

Nos jornais houve especulações sobre sua sanidade mental,  nenhum indicou possível tentativa de suicídio. Alguns dos amigos afirmaram que era a forma de Franz Reichelt conseguir atenção e conquistar patrocínio para se dedicar ao aperfeiçoamento do equipamento antes da patente expirar.

Quando os populares correram até seu corpo ele já estava morto, levado ao hospital, a autópsia concluiu que Franz Reichelt tinha morrido de um ataque cardíaco durante a queda, antes de chegar ao chão. O jornal Le Figaro noticiou que seus olhos estavam arregalados de horror.

Com algumas informações e imagens de Flashback


Veja também:
Loja exibe na vitrine noiva cadáver (de verdade?)
O homem que enganou o Papa
A verdade por traz de Monga a Mulher Gorila

Mágico morto no palco

1 comentários:

MC disse...

Ataque cardíaco antes de chegar ao chão??
Quantos segundos levou a queda?
Não dá tempo. Essa autópsia deve estar errada, quiçá, para suavisar o drama. A morte foi de impacto mesmo.

Related Posts with Thumbnails