terça-feira, 1 de setembro de 2015

O logo mais politicamente incorreto de Hollywood


Achou estranhas essas bolas no logo da produtora SonoArt-World Wide Pictures? Espere só até as ver rodando no gif abaixo!

Rir disso é aquela coisa meio quarta-série, mas é irresistível! A obsessão americana com peitos gigantes não vem de hoje.

A empresa durou de 1928 a 1933, quando se fundiu com a Rayart dando origem à Monogram Pictures. Monogram hoje é mais lembrada pela serie de filmes de baixíssimo orçamento que Bela Lugosi trabalhou quando resolveu não renovar com a Universal Pictures.

E nem sempre contava com a mocinha de bolas gigantes. O logo assim só é encontrado  no western O Fantasma do Desfiladeiro (Tombstone Canyon, 1932 de Alan James).

Alguns filmes da distribuidora são dados como desaparecidos, portanto, não é possível afirmar em quantos isso apareceu. Ela também pode ter sido removida por sensores, pois logo depois o Código de Moral e Conduta (Hays Code) apertaria o cerco a qualquer possível saliência.

Mas o logo também já foi estilizado, com uma esfinge tipo grega segurando os dois globos. Até que alguém deve ter tido a ideia de usar uma modelo de verdade...
Bem sem graça. A garota das bolas é tida como sendo a atriz Claudia Dell, o que não faz muito sentido, já que segunda a lenda, ela seria a fonte de inspiração para outra mocinha de logo famoso, a da Columbia Pictures.

Por falar na Columbia, seu célebre logo com a garota segurando a tocha é mais antigo, de 1924, mas passou a ter aspecto mais realista quatro anos depois, apenas a partir de 1936. Também é muito mais sisuda que a da Sono Art-World Wide.

Veja também:
As muitas vidas de Leo, O Leão da Metro
A Mocinha da Columbia
Columbia girl em momento periguete

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails